PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 8812-5277


quinta-feira, 4 de fevereiro de 2021

Sesa alerta para os cuidados preventivos no Dia Mundial do Câncer

 


A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) alerta sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer e de se adotar um estilo de vida saudável como forma de prevenção. A doença é hoje a segunda maior causa de morte em todo o mundo. Nesta quinta-feira (4) é marcado como Dia Mundial do Câncer.

Em média, 80 a 90% dos casos de câncer estão relacionados a fatores ambientais, como o cigarro, bebidas alcoólicas, exposição excessiva ao sol, alimentação não saudável, sedentarismo e agentes infecciosos, como HPV e vírus da hepatite B, por exemplo.

“Algumas alterações no estilo de vida podem contribuir significativamente para a redução dos casos de câncer, como por exemplo, não fumar, evitar bebidas alcoólicas, evitar exposição ao sol entre 10h e 16h, adotar alimentação saudável e praticar atividades físicas”, alerta o secretário de Saúde Beto Preto.

Em conjunto com ações de autocuidado e mudança de comportamento, a realização de exames como o preventivo do colo do útero e a mamografia favorecem o rastreamento e a detecção precoce da doença, contribuindo para a redução da morbimortalidade. Além dessas estratégias, a vacinação contra a hepatite B e HPV também auxiliam na prevenção.

DADOS – De janeiro a dezembro de 2020 foram diagnosticados 18.631 casos pelo SUS no Paraná, sendo o câncer de mama o mais incidente. Em 2019 foram diagnosticados 43.796 casos. Os dados são do Painel Oncológico do Instituto Nacional do Câncer.

Em 2021 a estimativa é que o Estado do Paraná tenha 18.710 novos casos de câncer em pessoas do sexo masculino e 16.340 novos casos no sexo feminino.

Em 2020 houve uma queda de 43% (dados preliminares) no número de diagnósticos de câncer comparado ao mesmo período de 2019 no Paraná. O motivo seria a pandemia da Covid-19.

“Ressaltamos que toda a Rede de Atenção à Saúde continua disponível para o rastreamento ao diagnóstico e tratamento do câncer, seguindo todas as medidas de prevenção do coronavírus. É muito importante que a população esteja atenta aos sinais de alerta, bem como aos exames de rastreamento e procure atendimento para o correto encaminhamento e tratamento da doença”, afirma a chefe da Divisão de Prevenção e Controle de Doenças Crônicas e Tabagismo da Sesa, Rejane Cristina Teixeira Tabuti.

Com o objetivo de reorganização da Rede de Atenção à Saúde e ampliação da população-alvo, visando mitigar o impacto da pandemia, o Paraná recebeu mais de R$ 11 milhões para fortalecimento do acesso, detecção precoce e controle dos cânceres de mama e colo do útero que abrangerá ações em todos os municípios do estado.

Houve aumento nos valores de alguns procedimentos de oncologia, como citopatológicos, anátomos e imunohistoquímica, por meio da Portaria GM/MS nº 3426, de 14 de dezembro de 2020.

REDE – A Rede de Saúde do Estado conta com 28 estabelecimentos habilitados, como Unidades de Assistência de Alta Complexidade (UNACONs) e Centros de Assistência de Alta Complexidade (CACONs) que atuam oferecendo atendimento especializado e integral ao paciente com câncer.

O atendimento inicial deve ser realizado nas Unidades Básicas de Saúde do Estado, onde são feitas consultas, orientações, solicitação de exames para investigação diagnóstica do câncer e encaminhamentos necessários para a rede. “Enfatizamos que os exames de rastreamento do câncer do colo do útero e da mama, estão disponíveis em todos os meses do ano e que podem ser aprazados na Carteira de Saúde da Mulher”, diz a diretora de Atenção e Vigilância em Saúde da Sesa, Maria Goretti David Lopes.


Fonte: SESA

Nenhum comentário: