PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 8812-5277


terça-feira, 16 de fevereiro de 2021

MARUMBI - Cohapar e prefeitura discutem ampliação de projetos para o município


Representantes da Cohapar e da prefeitura de Marumbi se reuniram nesta semana para debater o procedimento de seleção das famílias que vão morar nas 50 casas populares que estão sendo construídas pelo Governo do Estado na cidade. O empreendimento, que está com 20% do cronograma de execução concluído, será destinado a pessoas em situação de vulnerabilidade social, que atualmente pagam aluguel ou moram em condições irregulares no município, na região do Vale do Ivaí. O projeto envolve R$ 3,2 milhões de investimentos obtidos pelo Governo do Estado por meio de um financiamento junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Os aportes financeiros serão utilizados para custear o valor integral das moradias, que serão repassadas sem qualquer custo aos beneficiários, incluindo o valor dos terrenos, que foram doados pela administração municipal. São 50 casas, todas com dois quartos, sala, cozinha, banheiro e uma área de serviço externa, cujos modelos arquitetônicos e a disposição dos lotes permitem ampliações futuras pelos proprietários. CASAS FINANCIADAS – Além do atendimento ao público mais carente, famílias que possuem renda de até seis salários mínimos também poderão ter a chance de adquirir uma casa própria em Marumbi. Isso porque a Cohapar e a prefeitura trabalham em conjunto na contratação de outro projeto, com mais 54 residências financiadas pela companhia. O financiamento é feito diretamente pela Cohapar e incluem a ausência de cobrança de entrada e prestações mensais reduzidas de financiamento, que pode ser quitado em até 360 meses com juros menores do que os de mercado. O projeto está em fase de estudos e depende da análise de viabilidade técnica da área. Se a documentação for aprovada, a Cohapar dará início ao processo licitatório para contratação da construtora que executará as obras em duas etapas, com 24 e 30 unidades respectivamente. “A prefeitura irá fazer a doação dos lotes e a estimativa é de que no final de abril o anteprojeto já esteja aprovado para iniciar o processo de implantação das unidades”, informa a chefe do escritório regional da Cohapar Elisangela Araújo. ALTA DEMANDA – Segundo o prefeito de Marumbi, Adhemar Rejane, há mais de 12 anos que o município não recebia um projeto habitacional. “É um momento importante para as famílias e para a cidade. Esses convênios reduzem o déficit habitacional das famílias que mais precisam, fomentam o comércio e geram renda”, comenta Rejane.

Nenhum comentário: