PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 8812-5277

sexta-feira, 2 de outubro de 2020

Socorrista priorizou vida de paciente em acidente com ambulância do Siate

 

Após acidente envolvendo uma ambulância do Siate na manhã desta sexta-feira (2), o saldado Magno passou por um exame de raio-x e a suspeita de fratura no fêmur não foi confirmada. Ele já está em casa, mas ainda com a perna inchada. A paciente que estava sendo atendida dentro da ambulância no momento da batida também está hospitalizada e estável. 

O acidente aconteceu na pista sentido Londrina para Ibiporã da BR-369, nas proximidades da entrada da Ceasa. O Siate estava atendendo a mulher, que foi vítima de um outro acidente com moto minutos antes, quando um caminhão bateu contra a viatura. 

Valério Vicente de Carvalho, condutor da motocicleta e marido da mulher que estava sendo atendida no Siate, afirmou que o soldado Magno salvou a vida dela. "Eles tinham acabado de entrar na ambulância para atender minha esposa. Eu vi minha esposa voando pela janela, o socorrista segurou ela, vi com quase o corpo todo para fora da janela", contou. 

Segundo a  Polícia Rodoviária Federal (PRF), todos os envolvidos realizaram o teste do bafômetro e não apresentaram alterações. O tenente do Corpo de Bombeiros, Tiago Justino, explicou como o companheiro de trabalho se feriu. "Estava dentro do salão de atendimento da nossa ambulância, atendendo a passageira da motocicleta. Quando o caminhão veio, ele conseguiu segurar a vítima para ela não ter ferimentos piores, mas acabou sofrendo um acidente grave", disse. Já o saldado Macedo, que também estava prestando atendimento, conseguiu correr antes da batida e não se feriu. 

Ao todo, seis veículos se envolveram nas ocorrências.O caminhoneiro que bateu contra a ambulância explicou que não havia sinalização sobre o acidente na pista. "Quando estava descendo, tentei escapar do carro para não tombar o caminhão, sai para contramão, subi no canteiro e acertei a viatura", explicou. Assista! 

TarobáNews

Nenhum comentário: