PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 8812-5277

segunda-feira, 12 de outubro de 2020

Saúde Mental das crianças em alerta; entenda

“A internet tem afetado a saúde mental de milhares de pessoas pelo mundo todo! Estamos na era digital, mas é fato que a pandemia do novo coronavírus acentuou ainda mais a proximidade: as aulas presenciais estão suspensas, muitos pais estão em home-office e os filhos cada vez mais mergulhados na tecnologia”, destacou o deputado estadual Cobra Repórter (PSD), que é o presidente da Comissão de Defesa da Criança, do Adolescente, do Idoso e da Pessoa com Deficiência (Criai) na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep).

O deputado lembra que neste sábado, 10 de outubro, é comemorado o “Dia Mundial da Saúde Mental”, e estamos na semana “Detox Digital Paraná”. De acordo com a Lei Estadual nº 20.138/2020 de sua autoria, a semana “Detox Digital Paraná” é realizada anualmente de segunda a domingo, integrando o dia 10 de outubro.

“O objetivo é oferecer conhecimento a respeito dos limites e dos riscos envolvidos no uso de aparelhos eletrônicos conectados à internet. Precisamos propor ações, soluções para este problema que afeta muitas famílias: o distanciamento devido ao uso imoderado dos recursos tecnológicos que tem contribuído para o enfraquecimento dos vínculos familiares”, explicou o deputado Cobra Repórter.

O deputado lembra que especialistas advertem que o uso desregrado dos equipamentos pode comprometer a saúde física e mental de crianças e adolescentes. A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) recomenda uma hora por dia no máximo de exposição ao uso de monitores para crianças com idade entre 2 e 5 anos; duas horas como o limite máximo para crianças com idade entre 6 e 10 anos; para os adolescentes com idades entre 11 e 18 anos, a indicação é de, no máximo, 3 horas por dia.

“Entre os principais sintomas que podem ser causados pelo uso em excesso de telas, estão ansiedade e tristeza, dificuldade de atenção, sobrepeso e sedentarismo. O uso de tecnologias não deve ser proibido, mas é necessário ponderar a utilização para não comprometer o desenvolvimento das crianças e adolescentes”, alertou Cobra Repórter.


Assessoria


 

Nenhum comentário: