PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 8812-5277

sexta-feira, 11 de setembro de 2020

Setembro Amarelo: Como identificar os sintomas de Depressão no trabalho; entenda

Lidar  com a carreira de uma maneira saudável nos dias de hoje não é uma tarefa fácil, pois, cada vez mais as empresas têm exigido dos profissionais uma capacidade para administrar bem o tempo, as relações, a pressão por resultados, fora o estresse que é ocasionado pelo dia a dia da rotina. 

E por toda essa rotina extensa às vezes acontece de  surgir algumas doenças que podem ocasionar a depressão, estamos no mês da prevenção ao suicídio, chamado setembro amarelo e  por isso separamos alguns pontos que devem ser observados e algumas ações de como as empresas podem atuar de forma positiva para ajudar nessa situação. 

De acordo com os dados da OMS (Organização Mundial de Saúde) aponta que até  2020, a depressão será o 2° maior motivo de afastamento com a possibilidade de aumentar daqui a uma década. 

E por isso é fundamental identificar e criar ações para evitar e ajudar as pessoas que sofrem desse mal. 

O que é Depressão? 

A depressão trata-se de uma das doença mais perigosas e silenciosas do mundo, é muito importante que as pessoas tenham empatia com as outras e entendam que não se trata  de frescura ou falta do que fazer, nem falta de Deus ou um momento de angústia. 

A depressão trata-se de uma doença psiquiátrica crônica e recorrente que produz uma alteração psiquiátrica crônica que produz alteração do humor caracterizada por uma tristeza profunda, sem fim, que é associada a sentimentos de dor, amargura, desencanto, desesperança, baixa autoestima e culpa, assim como a distúrbios do sono e do apetite. 

Acreditamos que a maior campanha de conscientização que precisamos é  ter empatia com as pessoas, ter o entendimento de como essa doença altera a vontade de viver. 

Como o ambiente de trabalho pode colaborar para a depressão? 

O ambiente de trabalho costuma exigir muito da maioria dos profissionais, por várias questões, projetos, prazos, decisões, metas e, isso pode fazer com que o empregado se sinta exausto e até mesmo ansioso mais do que deveria. 

Algumas pessoas podem trazer consigo causas genéticas, o que facilita que o indivíduo esteja mais suscetível à depressão em um ambiente de trabalho mais agressivo e que trabalha sob forte pressão.

Não estamos falando que a empresa seja o único motivo para desenvolver esse tipo de doença em colaboradores, mas ela pode sim ser um grande fator negativo para que esse gatilho seja acionado. 

Qual a participação do RH nesse processo? 

O RH pode ter uma participação positiva na identificação e no auxílio ao tratamento contra a depressão no trabalho, não só o RH mas os colaboradores também. 

A conscientização dos colaboradores e ações podem ajudar bastante na desaceleração que contribui também para lidar com o dia a dia menos exaustivo. 

O primeiro passo para isso é a realização de conscientização da doença, formas de como evitá-la pode ser o início desse longo caminho.  

Os colaboradores ainda não tem ciência, mas a saúde mental deve ser uma peça cada vez mais importante no quebra-cabeça  de benefícios que uma organização tem a oferecer aos empregados. 

Um funcionário pressionado dentro de uma empresa consequentemente não irá trazer bons resultados. 

Gestores de empresas precisam ser capacitados 

Gestores têm um papel fundamental em identificar e prevenir a depressão no trabalho.  

O que mais existe no mercado de trabalho são líderes tóxicos que ativam o gatilho ou por que são o contato mais próximo do profissional abalado psicologicamente. 

Até porque os líderes estão por dentro das mudanças abruptas de comportamento ou performance dos colaboradores.

As pessoas se perguntam em como fazer para conscientizar as lideranças, acreditamos que o RH pode fazer um trabalho contínuo de esclarecimento e capacitação, como: 

treinamentos sobre perfis comportamentais;

realizar feedback;

criar grupos que compartilham experiências;

estimular o diálogo aberto com todos sobre a importância e os cuidados com a saúde mental.

Dicas para prevenir a depressão no trabalho 

Para prevenir a depressão no trabalho, é necessário algumas ações que devem ser levadas a sério.

Listamos abaixo 3 dicas importantes para você começar com a sua empresa. 

Torne agradável o local de trabalho 

É importante que o ambiente de trabalho seja um local de vibrações positivas e sensações relaxantes, isto pode ajudar muito na manutenção e bem-estar das pessoas. 

É primordial certificar-se também se não existe uma toxicidade no ambiente de trabalho, como assédios, bullyings e toda forma de intolerância que pode desencadear casos de depressão no trabalho. 

E isso inclui que os gestores estejam atentos com a maneira dos líderes  ao se relacionar com os profissionais, pois, o assédio também pode vir de quem cobra e demanda por resultados e isso tende a evoluir para casos de distúrbios psicológicos, como o estresse, a ansiedade e a depressão. 

Não deixe a Rotina pesada

Esta é uma boa maneira de combater a depressão no trabalho, veja exemplos: 

estabelecer um dia de home office por semana;

trabalhar com banco de horas, caso sua convenção coletiva permita;

desenvolver programas de bem-estar;

dias de convívio com a família;

prática de esportes.

Embora essas ações parecem pequenos gestos na luta contra a depressão no trabalho, elas permitem que o estabelecimento crie uma cultura de valor ao profissional, principalmente a intenção em buscar auxílio. 

Ofereça ajuda especializada 

Vamos destacar aqui que o RH tem um papel muito importante nessa identificação e auxílio contra a depressão no trabalho, mas o tratamento não é responsabilidade dos profissionais do setor. 

É necessário evitar conversas terapêuticas, é importante que o funcionário se abra, porém o tratamento com profissionais qualificados é a melhor alternativa para que esse colaborador volte a ter uma vida mais saudável. - Informações do JC

Nenhum comentário: