PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 8812-5277

sexta-feira, 25 de setembro de 2020

Paraná quer apoio do Ministério em estratégias para a saúde mental

 

Mais médicos, mais cuidado e atenção à saúde mental da população e também melhor direcionamento aos serviços já disponíveis, foram alguns dos assuntos tratados na reunião entre o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, e a equipe do Ministério da Saúde (MS), que esteve em Curitiba nesta quinta-feira (24).

O secretário fez uma série de solicitações à secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, Mayra Pinheiro, ao secretário de Atenção Primária à Saúde, Raphael Câmara Parente, e à secretária Nacional da Família, Angela Vidal Gandra Martins, como o melhor aproveitamento de unidades hospitalares do Estado na área de psiquiatria, reforço nas equipes multiprofissionais e contratação de médicos especializados na atenção básica de saúde.

“Apresentamos o que estamos fazendo e o que queremos fazer. Para muito do que pensamos, precisamos de parceria com o Ministério da Saúde e outras possibilidades. Queremos modernizar nossas unidades hospitalares e transformar alguns em centros de especialidades, por exemplo, de psiquiatria e psicologia para cuidados da saúde mental”, comentou o secretário.

EDUCAÇÃO EM SAÚDE – A equipe do Ministério da Saúde veio para o lançamento de Ações de Educação em Saúde em Defesa da Vida. O evento ocorreu pela manhã, no auditório da Celepar, em Curitiba, com transmissão online pelo perfil do Facebook do Ministério da Saúde.

A iniciativa foi promovida pela Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES/MS), em parceria com o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Ministério da Educação  e Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP).

CICLOS ITINERANTES - As Ações de Educação em Saúde em Defesa da Vida contemplam a realização de quatro Ciclos Itinerantes de Promoção e Prevenção em Saúde: prevenção ao suicídio e da automutilação; prevenção da gravidez na adolescência; prevenção ao uso de drogas lícitas e ilícitas e ética da vida, conscientizando sobre o valor da vida e o respeito à dignidade humana, contra a violência às crianças, mulheres e idosos.

O secretário Beto Preto afirmou que o cuidado com a saúde mental é extenso e uma das prioridades da gestão estadual. “Cuidamos do paciente desde antes de nascer, seguimos em todas as faixas de idade e, em cada uma, percebemos as necessidades diferentes. Temos pacientes com transtornos, pacientes com sequelas, que são consequências de violências, pacientes com doenças mentais crônicas e também as degenerativas e precisamos pensar em tratamentos e acompanhamentos para todos os tipos de situação”.

A secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, Mayra Pinheiro, explicou que o trabalho está estruturado em etapas. A primeira é a liberação das cartilhas para multiplicadores que na sequência replicarão os conhecimentos nas suas comunidades. Na próxima fase serão os cursos na modalidade de educação a distância.

“Entendemos que a educação é a melhor ferramenta de transformação social e por isso nos unimos, para que com ações de educomunicação em saúde possamos, junto com a sociedade e com os multiplicadores, fazer a transformação que nós queremos alcançar”, disse a secretária”.

O primeiro tema é sobre o suicídio, escolhido porque é em setembro que ocorre a lembrança pela vida, o setembro amarelo e pela condição de isolamento e restrições sociais e de convívio que o mundo tem passado pela pandemia da Covid-19.

“Estamos num contexto extremamente propício a essa discussão, estamos enfrentando a pandemia do novo coronavírus. A quarta onda causada pela pandemia são os transtornos mentais decorrentes do isolamento, o afastamento dos nossos vínculos emocionais. Isso vem acontecendo em todos os grupos etários

POLÍTICA NACIONAL - As Ações de Educação em Saúde em Defesa da Vida baseiam-se na Política Nacional de Educação Permanente em Saúde (PNEPS), adotada como estratégia do Sistema Único de Saúde para a formação e o desenvolvimento dos seus profissionais.

As inscrições para os cursos EaD podem ser feitas no site prevencaoevida.com.br, que abriga todo conteúdo como os fascículos, cartilhas e as videoaulas. O material é disponibilizado por módulo.


AEN

Nenhum comentário: