PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 8812-5277

terça-feira, 25 de agosto de 2020

Governo adia anúncio de prorrogação do auxílio emergencial

Foi anunciado que o governo anunciaria novas medidas para geração de emprego e renda nesta terça-feira (25). Porém, de acordo com o Congresso em Foco, o anúncio foi adiado. O governo tinha objetivo de anunciar oficialmente o Renda Brasil, a prorrogação do auxílio emergencial, o Pró-Brasil e mais uma parte da reforma tributária. Apesar de ter sido adiado, a intenção do governo é que essas medidas sejam anunciadas ainda esta semana.

Continua para terça-feira (25) o anúncio do Casa Verde Amarela, que será uma reformulação do Minha Casa Minha Vida. O anúncio desse programa foi confirmado pelo ministro Rogério Marinho, do Desenvolvimento Regional. O programa de financiamento habitacional passará por mudança e, a partir de agora, terá taxas de juros menores. O objetivo com a mudança é bancar as melhores condições de financiamento com recursos do Fundo de Garantia de Tempo do Serviço (FGTS).

Sobre o Renda Brasil, o governo deseja ampliar o atual número de beneficiários do Bolsa Família, que será substituído pelo novo programa. Atualmente, o valor máximo do Bolsa Família é de R$ 205. O objetivo é que o Renda Brasil fique entre R$ 250 e R$ 300.

Para bancar o aumento, o governo prevê excluir outros benefícios, como o seguro defeso, salário família e abono salarial. O Renda Brasil deve começar a valer a partir do fim de janeiro de 2021, quando termina o auxílio emergencial.

De acordo com Bolsonaro, o auxílio emergencial irá ser prorrogado até dezembro de 2020. O valor nas novas parcelas não foi divulgado. Paulo Guedes, ministro da Economia, defendeu novas parcelas de R$ 200, mas Bolsonaro deseja um valor maior. A prorrogação deve ser de parcelas próximas de R$ 300.




Nenhum comentário: