PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 8812-5277


quinta-feira, 23 de julho de 2020

Paraná bate recorde de mortes por Covid-19; falta de remédios preocupa

A  SESA (Secretaria de Estado da Saúde) divulgou nesta quarta-feira (22) 2.366 novas confirmações e 71 mortes pela infecção causada pelo novo coronavírus. O número de óbitos confirmados é recorde desde o início da doença no Estado. Antes, o recorde era de 58 mortes confirmadas em um único dia na terça-feira passada. Agora, o Paraná soma  59.269 casos e 1.467 mortos em decorrência da doença.

Mas não é apenas o número de casos e mortes que preocupam neste momento. Nesta quarta, o secretário de Estado de Saúde, Beto Preto, afirmou em entrevista ao programa Em Pauta, da Associação de Emissoras de Radiodifusão do Paraná (AERP), que o Paraná está entrando em situação de calamidade para a falta de medicamentos para entubação de pacientes com Covid-19.

“Temos estoques de medicamento para três, quatro dias. O Ministério da Saúde está fazendo compra grande no exterior. Devemos entrar nesta compra. Mas a situação é muito grave. Nós conseguimos leitos, equipamentos, ventiladores, mas temos dificuldade quanto aos profissionais de saúde e estamos em uma crise crônica de falta de medicamentos para sedação. É uma crise mundial, mas chegou ao Paraná”, disse o secretário.

“Os paranaenses têm que tomar todo o cuidado para não serem hospitalizados. O estoque de medicamentos aqui no Paraná era previsto para seis meses. Tudo foi consumido em 35 dias”, completou o secretário. A crise dos medicamentos atinge não só os hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS), mas também os particulares, que já tiveram que emprestar remédios do Estado. - Bem Paraná

Nenhum comentário: