PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 8812-5277

quinta-feira, 18 de junho de 2020

Trabalho do Tecpar com sinalização viária colabora com a segurança

Ensaios tecnológicos realizados pelo Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) têm colaborado para garantir a segurança de motoristas e pedestres que circulam pelas ruas e estradas do Brasil. Há 40 anos, o instituto avalia a qualidade de materiais utilizados em sinalização viária, para conferir se são atendidos os requisitos da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e demais legislações. 
Só em 2019, a demanda por este tipo de ensaio cresceu 23%. Foram 204 solicitações de serviço concluídas, contra 156 solicitações em 2018. Os clientes são instituições públicas e privadas de todo o país que buscam este serviço especializado do instituto para a realização de vistorias, avaliação de materiais, capacitação e apoio técnico. 

 REDE 

Segundo o diretor-presidente do Tecpar, Jorge Callado, a verificação de conformidade realizada pelo instituto é fundamental para garantir a proteção da população, já que a segurança viária depende de uma rede de sinalização apropriada e eficiente, adequada às normativas vigentes. “Este é um importante serviço de apoio às prefeituras, órgãos públicos e empresas privadas. Além da experiência conquistada ao longo dos anos, o Tecpar conta com uma equipe técnica qualificada, atenta às constantes atualizações da legislação, para garantir a qualidade dos serviços de sinalização viária realizados no Paraná e em todo o país” diz Jorge Callado. 

APOIO AO MERCADO 

Entre os clientes privados está a Da Vinci Brasil, empresa catarinense com 19 anos de mercado. O diretor comercial da instituição, Maikon Molozzi, conta que buscou o Tecpar pela proximidade geográfica e pela confiabilidade e qualidade técnica dos serviços realizados pelo instituto. Segundo Molozzi, há sete anos o Centro de Tecnologia de Materiais do Tecpar realiza os testes da NBR 16184/13 para a Sferolux, segmento da empresa que faz a distribuição de microesferas de vidro para sinalização viária. A norma especifica os requisitos e métodos de ensaio para as esferas e microesferas de vidro usadas em material para sinalização horizontal viária. “O Tecpar ratifica e atesta todo nosso empenho e compromisso de importar e distribuir um material de qualidade para ser aplicado nas estradas brasileiras, dando confiança para o aplicador e segurança para o usuário”, diz o diretor comercial. 

VISTORIA 

Além de analisar materiais para sinalização viária, o Tecpar faz vistorias técnicas em vias urbanas, rodovias e aeroportos, para conferir se a sinalização aplicada no local está em conformidade com a legislação vigente. Atualmente, o Tecpar é responsável por avaliar a sinalização viária de 104 municípios do Estado, por meio de uma parceria com o Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR). No segmento de aeroportos, foram realizadas avaliações pontuais no Rio Grande do Norte, Tocantins e Espírito Santo.
No ano passado, o Tecpar fechou o primeiro contrato para avaliação contínua de faixas de sinalização de pátios e pistas do Aeroporto Internacional de Porto Alegre – Salgado Filho.

ECONOMIA 

A análise realizada pelo Tecpar apoia prefeituras para o melhor uso dos recursos públicos. “Essa análise pode evitar que as prefeituras desperdicem recursos com a aquisição de materiais de baixa qualidade e sem conformidade técnica, que podem se desgastar mais rápido e colocar em risco a segurança de motoristas e pedestres”, alerta Fábio da Silva Schvenger, Engenheiro Ambiental e Sanitarista e Técnico em Desenvolvimento Tecnológico no Tecpar. 

TREINAMENTOS 

 Recentemente, o Tecpar passou a ofertar capacitações modulares in company, para atender empresas que atuam na área de sinalização viária. O primeiro, realizado em dezembro do ano passado, reuniu 25 colaboradores da Traffic, empresa especializada em sinalização de pistas rodoviárias e aeroportos, localizada em Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba. 

 HISTÓRICO 

O Tecpar iniciou as atividades em sinalização viária no início dos anos 80. Logo depois, no período das concessões de rodovias, o instituto ficou responsável por avaliar grande parte da sinalização vertical e horizontal implantada em trechos pedagiados no Paraná. “De lá para cá, ampliamos exponencialmente a nossa gama de serviços, sempre com a preocupação constante da qualificação técnica dos colaboradores e aquisição de equipamentos de alta tecnologia e desempenho”, afirma Jorge Callado.

REGRAS 

Cada país possui normas específicas em relação à sinalização urbana. No Brasil, as características de dimensão, cores e as regras de colocação dos sinais viários estão descritas no Manual Brasileiro de Sinalização de Trânsito, elaborado em consonância com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e com a Política Nacional de Trânsito. 


 Instituto de Tecnologia do Paraná

Nenhum comentário: