PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 8812-5277

segunda-feira, 25 de maio de 2020

REGIÃO - Funcionário público é preso suspeito de desviar luminárias do município

Um funcionário público, de 60 anos, foi preso por volta das 17h30 do último sábado (23), em Paranavaí, suspeito de desviar duas luminárias do município e utilizá-las para interesses privados. A prisão aconteceu depois que a Guarda Municipal recebeu uma denúncia anônima informando que um homem em uma caminhonete, com identificação do município, estaria em uma propriedade privada na estrada do Barbalho.
De acordo com a Guarda, a testemunha, inclusive, tirou fotos para comprovar a informação. A equipe localizou o veículo e o indivíduo responsável por ele. "Quando abordado pela equipe, o homem disse que estava visitando um amigo com câncer na garganta. No local, a proprietária inicialmente negou qualquer ato ilícito, mas na sequência confirmou que haviam instalado dois postes com duas luminárias verdes, dois relês, duas lâmpadas e dois reatores nos fundos da propriedade. O engenheiro elétrico da prefeitura foi chamado ao local e confirmou que os equipamentos pertenciam ao município e que estavam pintados de verde por cima do fundo amarelo (padrão da iluminação pública do município)", explicou a Guarda Municipal.
Ainda conforme os agentes, a proprietária da chácara informou então que tinha alugado a propriedade para um senhor pelo valor de R$ 150,00. O senhor confirmou que teria pintado as luminárias para deixar o pasto mais claro.
O outro homem, que teria desviado os equipamentos e levado até o local, disse que foi realizar a instalação da luminária com o veículo da Prefeitura, apenas para ligar a energia no poste, e segundo a Guarda Municipal, também assumiu que teria desviado a luminária amarela do município. O autor foi detido em flagrante pelo crime de peculato e encaminhado até a Delegacia de Polícia Civil.
Conforme o delegado Luiz Carlos Manica, até o fechamento desta reportagem, não havia registro de pagamento de fiança e o autor encontrava-se à disposição da Justiça. A prefeitura informou que "com base na documentação legal, como os boletins com o registro da ocorrência da Guarda Municipal e o da Polícia Civil, o município já está montando um processo administrativo contra o servidor".



Portal da Cidade

Nenhum comentário: