PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 8812-5277


quarta-feira, 29 de abril de 2020

Homem que agrediu e esfaqueou esposa é denunciado por tortura no Paraná

O Ministério Público do Paraná denunciou por tortura um homem que teria agredido e esfaqueado a esposa em Paranaguá, no litoral do Paraná. Conforme a 6ª Promotoria de Justiça, o acusado teria cometido os crimes em janeiro. Conforme a acusação, o marido usou um fio elétrico para ameaçar a esposa e fazê-la confessar um suposto relacionamento extraconjugal. Narra a denúncia, ainda, que a vítima mentiu e confessou a suposta traição para cessar as agressões.
No entanto, o homem continuou a sessão de agressões e tortura. A mulher foi esfaqueada e teve os cabelos cortados como forma humilhante de punição.
As agressões teriam acontecido um dia depois de o homem fazer uma série de ameaças. De acordo com o Ministério Público do Paraná, o acusado disse que mataria a esposa caso ela terminasse o relacionamento e saísse de casa.

HOMEM É DENUNCIADO POR TORTURA NO PARANÁ

Com base nos relatos e provas colhidos durante a investigação, 6ª Promotoria de Justiça de Paranaguá decidiu oferecer denúncia por tortura, ameaça, lesão corporal e injúria real, com agravante de violência doméstica e familiar contra a mulher. Conforme o MP, somadas, as penas máximas passam de 12 anos de prisão em regime fechado.

O crime de tortura é considerado hediondo. Por isso, não prevê fiança e exige que parte da pena seja cumprida no regime mais duro.




Paraná Portal

Nenhum comentário: