PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 8812-5277

quinta-feira, 26 de março de 2020

"Criminalidade no Paraná recua mais de 30% após isolamento social"

Foto: Gazeta do Povo
"A primeira semana de isolamento social no Paraná levou a uma redução de 35% nas ocorrências policiais, de acordo com números consolidados da Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp), divulgados na noite de quarta-feira (25). Segundo a pasta, entre os dias 16 e 23 (as duas últimas segundas-feiras) foram registradas 2.094 ocorrências a menos do que entre os dias 9 e 15 (período anterior)."
"A Sesp indica que houve queda de 36% nos registros de furtos. Foram de 3.039 ocorrências para 1.941. O número de roubos caiu 31%, de 898 para 622. Ainda, os furtos de veículos em todo o estado caíram 29% (de 352 para 250), enquanto roubos de veículos tiveram queda de 32% (de 134 para 91)."
"Na capital, os números também tiveram queda. Curitiba registrou 379 roubos antes da quarentena e 228, depois. As ocorrências de furtos caíram quase pela metade: de 837 para 495.
Segundo a análise da Secretaria de Segurança, a redução tem relação direta com as orientações para que a população fique em casa neste período de combate ao novo coronavírus. “A população está saindo menos de casa e, com isso, fica menos exposta ao crime, e os oportunistas com menos chance para cometer o ilícito”, disse o secretário estadual da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares.
De acordo com a pasta, apesar das orientações de isolamento social, as polícias do estado não paralisaram as atividades. Por outro lado, há orientação para que os boletins de ocorrência sejam registrados pela internet, exceto em caso de crimes graves, como homicídios e estupros.
A Sesp não divulgou o número de homicídios.

Violência doméstica
Embora o coronel da Polícia Militar Hudson Teixeira tenha apontado aumento nos casos de violência doméstica comparando os dois últimos fins de semana, a Sesp diz que o número de ocorrências deste tipo de crime caiu, quando considerado um período maior. De 9 a 15 de março foram 1.498 registros; já de 16 a 22 foram 923, diz a pasta. No início da semana, Teixeira havia dito que entre a sexta-feira (20) e o domingo (22) foram 217 casos. No fim de semana anterior, haviam sido 189 casos.

Fonte: Gazeta do Povo

Nenhum comentário: