PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 8812-5277

terça-feira, 3 de dezembro de 2019

DENGUE - Principal criadouro do mosquito da dengue está nos domicílios

A Secretaria Estadual da Saúde divulgou nesta terça-feira o boletim semanal da dengue. São 305 novos casos da doença registrados no Paraná em relação à semana passada, para um total de 1.869 casos somados desde o final de julho. Doze municípios estão em alerta para a dengue e 8 em situação de epidemia. O destaque do boletim desta semana é o resultado para o Levantamento Rápido de Índices de Infestação nos municípios. Segundo a pesquisa, 72% dos criadouros do mosquito transmissor da dengue estão nos domicílios, o que reforça a importância das pessoas fazerem varreduras na própria casa e eliminar recipientes que acumulem água parada. A chegada do verão e de dias mais quentes também é motivo de preocupação, já que facilita e acelera a reprodução do mosquito. A coordenadora de Vigilância Ambiental da Secretaria da Saúde, Ivana Belmonte, reforça o pedido para que a população participe ativamente do combate à doença. Entre os objetos mais encontrados com larvas de mosquito, que geralmente são lixo, estão latas, garrafas, plásticos, entulhos e pneus, além de vasos de plantas, fontes decorativas e recipientes que acumulam a água de geladeira e ar condicionado. O levantamento é realizado periodicamente pelos municípios. O estudo revelou que o município com maior índice de infestação predial do mosquito Aedes Aegypti é Ivatuba, na região Noroeste, com 10%, o que significa que a cada 100 imóveis pesquisados, 10 estavam com criadouros e larvas de mosquito da dengue. O resultado geral do Paraná mostra que pouco mais de 55% dos municípios apontam índices abaixo de 1% de infestação, que segundo o Ministério da Saúde, ainda é considerado satisfatório. No entanto, cerca de 40% das cidades apresenta condição de alerta e outros 3% mostram alto potencial de epidemia.

Nenhum comentário: