PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009

quarta-feira, 6 de novembro de 2019

Secretaria da Saúde de Rolândia divulga resultado do 6º Liraa

A Secretaria Municipal de Saúde de Rolândia divulgou o resultado do Índice de Infestação Predial do 6º Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa), realizado entre os dias 29 e 31 de outubro de 2019. O índice apurado foi de 1,3%, colocando o município em uma situação de médio risco segundo parâmetros da Organização Mundial da Saúde, que preconiza um índice de até 1% como aceitável.  Os criadouros encontrados com maior frequência durante o levantamento foram: Vasos e pratinho de plantas (42%); Depósitos de água da chuva, tais como baldes, tambores e cisternas (32%) e lixo, sucatas e entulhos (26%). Dada a importância que estes criadouros têm para saúde pública e meio ambiente e considerando o início do período quente e chuvoso, a equipe de combate a endemias tem intensificado as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, em especial nas localidades de maior risco. 
Os locais com maiores índices foram: Jd. Novo Horizonte, Jd. Esperança, Jd. Marabú, Jd. Casa Grande, Vila Neves, Henrique Berger, Perazolo, Jd. Rosângelo, Jd. Maracanã, Vila Odório, Rua Europa e Rua Alfredo Moreira Filho, Jd. Capricórnio, Jd. Cidade Verde e Jd. Planalto.
A Secretaria alerta que a população desempenha um papel muito importante no combate ao vetor e deve atuar de forma ativa, mantendo os quintais limpos, sem acúmulo de lixo, pneus, garrafas e outros objetos que possam acumular água. Pratinhos de vasos de plantas devem preferencialmente ser eliminados, mas quando mantidos, devem permanecer com areia grossa até as bordas ou ser lavados com água, bucha e sabão semanalmente, para eliminar ovos do mosquito. Locais de armazenamento de água devem permanecer sempre tampados/telhados.
Além disto, a inspeção e limpeza destes reservatórios deve ser realizada pelos moradores semanalmente mediante a escovação das paredes internas com bucha e sabão, a fim de eliminar possíveis ovos do mosquito.
Informações: Ascom/Prefeitura

Nenhum comentário: