PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009

domingo, 10 de novembro de 2019

SAÚDE - Novo adesivo regenera pele de diabéticos e evita amputação

Cientistas mexicanos desenvolveram um adesivo revolucionário que regenera a pele de diabéticos em menos de um mês e evita casos de amputação. Ele foi criado por especialistas do Instituto de Pesquisa de Materiais (IIM) da Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM) e contém nanofibras que ajudam na regeneração da pele, que sofre com feridas que não cicatrizam. A regeneração com o adesivo demora no máximo de 21 dias e dá aos pacientes com diabetes a oportunidade de recuperar logo a qualidade de vida.


A universidade explicou que o adesivo é feito de nanofibras que contêm nano e micropartículas, que carregam bioativos. Quando colocados em tecidos danificados, esses bioativos se dissolvem e imediatamente começam a agir. Se o adesivo for utilizado nos estágios iniciais da lesão, é possível evitar a amputação de membros, porque ele age rapidamente e impede a proliferação de micro organismos e infecções. Toda ferida é grave, mas quando se trata de pessoas com diabetes, o risco de infecção é muito maior porque a pele leva mais tempo para se regenerar.

Prêmios

A invenção mereceu muitos prêmios e conquistou o primeiro lugar na categoria de projetos de pesquisa na área de inovação e tecnologia do “Boosts Innovation in UNAM”.

A equipe de pesquisadores da UNAM 
“Conseguimos que a regeneração ocorra dentro de um período máximo de 21 dias; É um grande avanço, porque para pacientes com diabetes, uma ferida representa modificar seu estilo de vida, além de afetar sua saúde e condição psicológica ”, disse Concepción Peña Juárez, pesquisadora de pós-doutorado no IIM.

No México, uma em cada dez pessoas é diabética e um em cada vinte diabéticos é obrigado a fazer amputação.

Fonte: Noticiaboa


Espalhe essa notícia boa nas suas redes sociais. 

Nenhum comentário: