PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 8812-5277

sexta-feira, 29 de novembro de 2019

Agricultura alerta produtores sobre riscos da ferrugem asiática

Os produtores de soja, principalmente os do Sudoeste do Paraná, devem reforçar a vigilância nas propriedades para identificar a presença de sintomas da ferrugem asiática e iniciar o processo de controle. A ferrugem asiática é causada por fungos, afeta as olhas e reduz a produtividade. Os primeiros esporos foram observados em um coletor instalado no município de Vitorino. No entanto, não há identificação da doença nas plantas monitoradas. O gestor estadual do Projeto Grãos na Emater Paraná, Edivan José Possamai. Explica que a presença dos esporo nem sempre significa infecção pela doença. A Agência de Defesa Agropecuária do Paraná, Adapar, informa que é natural o aparecimento de esporos a cada ciclo, mas que é importante o monitoramento por parte de agricultores e técnicos. Uma das tarefas que cabe aos produtores de soja e técnicos é fazer a inspeção das folhas para observar se há sintomas da doença. Além disso, os agricultores devem acompanhar semanalmente as informações da rede formada por 240 coletores de esporos espalhados pelo Estado, na página emater.pr.gov.br. Por meio da rede, é possível acompanhar, a partir da confirmação dos esporos, o possível desenvolvimento da doença nos demais municípios da região e do Estado. Para que seja realizado o manejo químico da ferrugem com o uso de fungicidas, além dessa informação, devem ser levados em conta a inspeção foliar, o estádio de desenvolvimento da cultura e as condições climáticas.

Nenhum comentário: