PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009

sexta-feira, 11 de outubro de 2019

ALERTA - Quase 80% dos casos de sarampo do Paraná são de Curitiba

Até esta quinta-feira (10), Curitiba registrava 80 casos confirmados de sarampo neste ano – 35 deles são novos em relação à semana passada. A Capital concentra 77,6% de todos os casos confirmados no Estado. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, em todo o Paraná são 103 casos da doença.
Do total de casos confirmados em Curitiba, 18 são importados (a maior parte, a provável fonte de infecção foi São Paulo), e em 62 a transmissão foi secundária (quando uma pessoa com caso importado transmite para outra que não viajou) ou são casos em que não foi possível determinar a pessoa responsável pela transmissão ou o local em que ocorreu o contágio.
“Os casos de sarampo aumentam e demonstram a necessidade de vacinar a população preconizada contra a doença. Solicitamos que as mães, pais ou outro responsável, leve a criança até uma das salas de vacinação distribuídas em nosso Estado. É uma doença altamente transmissível e que pode ser acompanhada de complicações graves. E como o vírus não circulou no Paraná por mais de 20 anos, muitas pessoas não tiveram contato com o sarampo e não se sentem o risco de contaminação ou transmitir para alguém. Por isso nós e o Ministério da Saúde nos mobilizamos para alertar e chamar a população para a vacinação”, comenta a coordenadora de Vigilância Epidemiológica da Sesa, Acácia Nasr.
CAMPANHA – Teve início na segunda-feira (7) a primeira etapa da Campanha de Vacinação contra o sarampo. O grupo preconizado pelo MS neste momento é de crianças entre seis meses e cinco anos. no sábado, dia 19 de outubro será realizado o dia D nesta fase que segue até o dia 25 de outubro, quando todas as Unidades Básicas de Saúde estarão abertas.
A segunda etapa tem como público alvo jovens com idade entre 20 e 29 anos. O período de intensificação para vacinação desta faixa de idade é entre 18 a 30 de novembro com o dia D ocorrendo no sábado, 30.
“Solicitamos mais 100 mil doses da vacina tríplice (que previne sarampo, caxumba e rubéola) para reforçar todo o Paraná, mas especialmente Curitiba, por ser o município com maior incidência do sarampo”, comenta o secretário Beto Preto. Fonte: BemParaná

Nenhum comentário: