PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009

sexta-feira, 6 de setembro de 2019

Sobrevivente de soterramento que deixou quatro mortos agradece bombeiros pelo resgate


O sobrevivente do soterramento ocorrido na semana passada, em Marilândia do Sul, esteve nesta quinta-feira (5), no quartel do 11º Grupamento de Bombeiros, de Apucarana, para agradecer o trabalho da equipe de salvamento. Ederson Teles Proença, 36 anos, foi resgatado de um desmoronamento de terra que matou outros quatro trabalhadores em uma propriedade rural, no Distrito de São José, na última sexta-feira (30/08).“Não tenho palavras para agradecer o que eles fizeram por mim. Eles chegaram no momento certo e me deram oxigênio em um momento de desespero. Estava com muito medo, mas me tranquilizei quando os bombeiros chegaram”, afirmou Proença. Ederson conta que ele e os quatro colegas escavaram cinco metros de profundidade para a construção de uma tubulação para irrigação da lavoura da propriedade. “Todos estavam trabalhando normalmente quando, de repente, a terra desmoronou. Eu consegui dar um pulo e acho que isso me ajudou a ser salvo”, conta. Após o desmoronamento, Ederson afirma que só pensava na esposa e nos dois filhos, de 3 e 12 anos. Ele lamenta que tenha perdido os colegas com quem trabalhava há quase um ano. “Quando a terra desmoronou ouvi meu amigo chamando pela filha e depois não ouvi mais nada. A todo momento pedi para Deus me salvar”, relata.O lavrador se considera um homem de sorte, pois esse é a quarta vez que ele sobrevive a um acidente grave. “Eu trabalhava como caminhoneiro e sofri dois acidentes graves, um em Minas Gerais e outro em Curitiba. Há dois anos sofri um acidente de moto em Mauá da Serra. Também fui refém em dois assaltos, em São Paulo. Nos dois casos os bandidos colocaram a arma na minha cabeça”, recorda. A esposa de Ederson, Camila de Micco, 30 anos, acompanhou o marido durante a visita de agradecimento. Ela acompanhou todo o resgate e disse que recebeu muito apoio da equipe. “O desespero foi maior porque havia outras pessoas soterradas ali. E eu estava muito nervosa, e o major soube conversar comigo e me tranquilizar naquele momento difícil. Eles são muito preparados para esse tipo de situação. Eles doam a vida deles para salvar a nossa”, ressalta a dona de casa.Após o acidente, Ederson tatuou a frase “Enviado por Deus e guiado pelos anjos", em homenagem aos bombeiros que salvaram sua vida.


RESGATE.O comandante do 11º Grupamento de Bombeiros, major André Lopes, que coordenou a operação de resgate, ficou emocionado com a atitude de Ederson. De acordo com ele, a equipe contou com onze bombeiros além do apoio do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), helicópteros aeromédicos, Defesa Civil e Polícia Militar. “Além de levar oxigênio para ele, as equipes também trabalharam para ancorar o barranco e impedir um novo desmoronamento de terra”, conta o major. Foram quase 3 horas de trabalhos ininterruptos até conseguir retirar Ederson do solo. “Infelizmente, não conseguimos salvar os outros quatro trabalhadores. Mas Considerando o tempo e as condições em que as vítimas estavam , com o grande volume de terra, considero essa operação um sucesso porque conseguimos salvar uma pessoa”, destaca o major. SOTERRAMENTO. Quatro trabalhadores morreram no soterramento, registrado há uma semana, em uma propriedade rural no Distrito de São José. Igor Daniel da Silva, 17 anos, Josimar Pereira de Souza, 23 anos, Valdir Barbosa, 38 anos e Jonas Benetido Lopes , 31 anos trabalhavam com Ederson na obra de instalação de tubulação, quando ocorreu o desabamento de terra, por volta das 16h30. A operação de resgate seguiu noite adentro e mobilizou cerca 11 bombeiros, socorristas do Samu, Defesa Civil de Marilândia do Sul. O acidente é investigado pela Polícia Civil de Marilândia do Sul que instaurou inquérito. A investigação segue a linha de apuração de homicídio culposo, quando não há a intenção de matar. Por Cindy Santos, 

Nenhum comentário: