PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009

segunda-feira, 30 de setembro de 2019

Presas são suspeitas de ter feito "live" em uma rede social na cadeia de Nova Esperança

Foto: Divulgação no Whatapp
A Polícia Civil de Nova Esperança, no noroeste do Paraná, investiga se presas da cadeia fizeram uma transmissão ao vivo, uma 'live', no Facebook. Segundo a polícia, o caso veio a público, depois que uma imagem, um 'print' da tela da 'live', começou a ser compartilhada nas redes sociais e em grupos de WhatApp. No último domingo (29), um agente de cadeia do Departamento Penitenciário, Depen, realizou uma vistoria e apreendeu quatro celulares com acesso à internet. Os aparelhos estavam na cela onde ficam as detentas suspeitas de participarem da transmissão ao vivo. Atualmente, dez mulheres estão detidas na carceragem da Cadeia de Nova Esperança. No dia 1º de setembro, 11 presos fugiram pulando o muro da cadeia. O Depen informou que tem realizado mudanças na unidade, que agora passou a abrigar suspeitos de crimes sexuais e presos que correm riscos. Porém, a mudança está em processo. Por isso, as mulheres continuam detidas na carceragem. O Depen ainda não falou sobre a possível transmissão ao vivo.

Nenhum comentário: