PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009

sexta-feira, 13 de setembro de 2019

Prefeitura de Apucarana incentiva produção de abelha sem ferrão na área urbana

A prefeitura de Apucarana deu hoje (12) mais um passo de incentivo a criação de abelha sem ferrão no município. Produtores rurais e a comunidade em geral interessada nesta atividade participaram do Encontro de Meliponicultores, no salão nobre da prefeitura, realizado com o objetivo de reforçar a atividade no meio rural e introduzir seu cultivo também na área urbana.O incentivo a criação da abelha Jataí, sem ferrão, teve início em 2015 na administração do prefeito Beto Preto e 77 produtores rurais desenvolvem atividade. “Agora, por orientação do prefeito Junior da Femac, estamos promovendo este evento de incentivo da abelha sem ferrão na nossa cidade”, informa secretário municipal da Agricultura, José Luiz Porto.Ele destaca que objetivo maior desse encontro hoje é incentivar a criação da espécie jataí na área urbana do município, além de estimular a proteção ambiental por meio do cultivo de plantas para alimentação e nutrição dessas abelhas, que tem papel importante na polinização.No Brasil, detalha Porto, são mais de 350 espécies de abelhas sem ferrão. “A jataí foi escolhida pelo perfil dócil e boa convivência no meio urbano, além de produzir mel com várias propriedades benéficas à saúde”, acrescenta o secretário.Há exatamente 4 anos, em setembro de 2015, a prefeitura de Apucarana lançou programa que incentiva a criação de abelhas sem ferrão. “Agora sentimos a necessidade de estimular ainda mais a atividade e iniciamos a mobilização junto a Secretaria da Agricultura para promover esse encontro. Além da questão econômica, a renda que pode gerada com a comercialização do mel, quem aderir a essa atividade está fazendo um trabalho de preservação da cadeia da natureza que é a polinização das abelhas”, destacou Junior da Femac ao dar as boas vindas aos participantes do encontro, no salão nobre da prefeitura. Moradores da área urbana interessados em desenvolver a meliponicultura terão acesso gratuitamente à mudas de plantas do viveiro municipal, como aurora, ibisco e manjericão, para viabilizar um ambiente favorável à alimentação e nutrição dessas abelhas.Os participantes do encontro, entre eles alunos do Colégio Agrícola, tiveram acesso a noções de alimentação, nutrição e manejo de abelhas. Além disso, foram sorteadas 13 caixas para meliponicultura e agendados cursos de manipulação, divisão de colônia, dentre outras atividades ligadas à criação de abelhas jataí.O Programa de Criação de Abelha Sem Ferrão de Apucarana deve contar em breve com a parceria da APAE, para confecção das caixas para meliponicultura que serão disponibilizadas aos produtores da atividade a um preço mais acessível.

Nenhum comentário: