PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009

segunda-feira, 9 de setembro de 2019

Criminalística conclui laudo de soterramento que provocou a morte de quatro trabalhadores

O Instituto de Criminalística concluiu nesta segunda-feira (9) o laudo sobre o soterramento que deixou quatro pessoas mortas em Marilândia do Sul.De acordo com o relatório, o acidente aconteceu porque nenhuma norma de segurança foi adotada. A obra não tinha projeto de engenharia ou um responsável técnico. Morreram no soterramento, que ocorreu no dia 30 de agosto, em uma propriedade rural no Distrito de São José, Igor Daniel da Silva, 17 anos, Josimar Pereira de Souza, 23 anos, Valdeir Barbosa, 38 anos e Jonas Benedito Lopes, 31 anos. O Instituto de Criminalística detalhou que a escavação não tinha nenhum tipo de escoramento, não havia escadas ou rampa para evacuação rápida, o depósito da terra era irregular e nenhuma norma técnica foi atendida. O órgão acredita que se a obra estivesse escorada, nenhuma vítima teria morrido. Conforme o Instituto de Criminalística, qualquer tipo de escavação com profundidade superior a 1,25 metro com taludes instáveis ou acima de 1,75 metro com qualquer tipo de talude devem ser escoradas. A obra que deixou os quatro mortos tinha profundidade de 3,90 metros. Fiscais do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR) visitaram na segunda-feira (2) a propriedade rural. Conforme nota oficial, o Crea-PR constatou que não havia profissional técnico responsável pelo serviço no local e orienta a contratação de engenheiros habilitados para acompanhamento na execução de obras e serviços. O único sobrevivente do soterramento Ederson Teles Proença, 36 esteve na quinta-feira (5), no quartel do 11º Grupamento de Bombeiros, de Apucarana,para agradecer o trabalho da equipe de salvamento. A Polícia Civil continua investigado o caso. Informações do portal Tn Online, mais detalhes CLIQUE AQUI

Nenhum comentário: