PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009

segunda-feira, 9 de setembro de 2019

Aeroporto de Apucarana está pronto para liberar voos

Técnicos da empresa de táxi aéreo TwoFlex vistoriaram na sexta-feira (06) o Aeroporto Municipal Capitão João Busse, de Apucarana. Etapa necessária para a homologação de Apucarana junto ao programa Voe Paraná, os auditores averiguaram condições da pista, de acesso, obstáculos e atendimento ao usuário. O grupo técnico, formado pelo gestor de Segurança Operacional, Rodrigo Edson da Silva, auditor AVSEC (Aviation Security) Willian Tsuchida, supervisor Reginaldo Lucena e Daniel Neves, gerente de Novos Negócios da Real Aviation, empresa que realizará o atendimento de solo, foi acompanhado pelo prefeito Júnior da Femac, pelo superintende de Trânsito, Segurança e Transporte do Instituto de Desenvolvimento, Pesquisa e Planejamento de Apucarana (Idepplan), Carlos Mendes e pelo secretário Municipal de Gestão Pública, Nicolai Cernescu Júnior. “Está tudo certo com o aeroporto. Verificamos que atende a todas as normas de segurança previstas pela Agencia Nacional de Aviação Civil (ANAC) e por isso, caso o programa tivesse início hoje, já poderia começar a receber os voos da TwoFlex”, informou Rodrigo Edson. De acordo com sua avaliação, o aeródromo apucaranense está entre os melhores vistoriados. Rodrigo explicou que, ao longo da semana, a equipe técnica vistoriou os aeroportos das 12 cidades contempladas na primeira etapa do “Voe Paraná”, um programa do governo estadual que está estruturando a maior malha aeroviária regional do País.
“Cada visita vai gerar agora um relatório que será enviado até terça-feira às prefeituras para que promovam ajustes que observamos mas, por hora, todos os aeroportos estão aptos. Em Apucarana registramos apenas duas ou três situações de simples resolução e que não impactam em sua operação”, disse Rodrigo. “Apucarana precisará estruturar, por exemplo, divisórias para segregar os passageiros, criando ambientes de sala de espera, para checkin, revista e etiquetagem da bagagem, e sala de espera para embarque”, explicou o gestor da TwoFlex. Previstos para terem início no dia 21 de outubro, os voos ligando o aeroporto de Apucarana ao Aeroporto Internacional Afonso Pena serão feitos inicialmente três vezes por semana, em dias e horários ainda a serem informados pela empresa aérea GOL. Curitiba será o principal destino, mas haverá também rotas interligando cidades do interior. A aeronave será um monomotor Cessna Caravan com capacidade para até 9 passageiros e dois tripulantes. “Conhecido como o jipe dos ares, este avião é o único monomotor do mundo autorizado a transportar o presidente dos Estados Unidos da América (EUA), dada a sua confiabilidade e segurança, versatilidade e autonomia de voo”, revelou Willian Tshuchida, auditor AVSEC (Aviation Security) da TwoFlex.
A aprovação técnica do aeroporto municipal foi comemorada pelo prefeito Júnior da Femac. “Através da gestão Beto Preto Apucarana vem gradativamente retomando seu caminho de desenvolvimento e agora agrega mais um diferencial importante, que é a disponibilização de linha aérea de classe internacional, que vai ligar Apucarana ao mundo todo”, observou o prefeito. Ele pontua que os voos que partirem da cidade vão aterrissar no aeroporto internacional de Curitiba, de onde será possível realizar conexão com voos para o Brasil e outros países por intermédio da empresa área GOL e seus parceiros. “Tenho a certeza de que teremos sempre voos lotados. Nosso aeroporto serve uma região próspera, com mais de 300 mil habitantes, e o início dos voos é muito aguardado por todas as autoridades, classe industrial, comercial, cooperativa, de prestação de serviços e população. Não tenho dúvidas de que muito em breve a empresa vai precisar expandir o número de horários e dias de operação e, quem sabe, até mesmo o porte da aeronave”, comentou Júnior da Femac.
De acordo com ele, a pista do aeroporto municipal está apta a receber aviões com capacidade para mais passageiros. “O Voe Paraná chega para atender a uma grande demanda da cidade e região e para abrir um acesso a novos investidores”, disse Júnior, assinalando a visão do Governo do Paraná. “Tudo isso acontecendo graças ao governador Ratinho Júnior, que desenvolve uma gestão transformadora, com decisão política e vontade de interiorizar ações importantes para todo o povo paranaense”, afirmou Júnior da Femac, destacando ainda todo o suporte dado em Curitiba pelo secretário de Estado da Saúde Beto Preto, pelo Chefe da Casa Civil Guto Silva e pelos deputados estaduais Arilson Chiorato, José Aparecido Jacovós e Tiago Amaral.
“Representantes da cidade que não mediram esforços e contribuíram muito para que Apucarana fosse incluída no programa Voe Paraná”, afirmou Júnior, lembrando ainda do empenho de Beto Preto enquanto prefeito para regularizar o aeroporto municipal. “No primeiro ano de nosso mandato, em 2013, fomentamos ações importantes que garantiram a operacionalização do aeródromo. Recebemos o local com documentação toda irregular junto a ANAC e a ponto de ser fechado, em pouco tempo batalhamos pela regularização, viabilizamos condições de abastecimento das aeronaves que inexistia no local e com isso incentivamos os empresários locais a voltar a usar nosso aeroporto, reformar e construir novos hangares”, contextualizou o prefeito.
Passagens terão valores diferenciados para conexões
Durante a vistoria do aeroporto, os técnicos da TwoFlex explicaram que mais do que levar a população do interior para Curitiba e de Curitiba para o interior do estado, o programa Voe Paraná visa abrir as portas do mundo a essas cidades, distantes dos grandes centros econômicos. “A ideia é estimular a viagem de avião não só até Curitiba, mas que do aeroporto internacional os passageiros possam acessar qualquer outro ponto do Brasil ou do mundo”, disse Willian Tshuchida, auditor AVSEC (Aviation Security) da TwoFlex.
Antes de comprar passagens tendo origem em outros aeroportos, como Londrina, Maringá, Curitiba ou de cidades paulistas, a orientação é que a pessoa faça antes uma simulação de compra no site da GOL. “Passagens partindo de Apucarana terão valores diferenciados para conexões. Assim, uma viagem para São Paulo, por exemplo, sairá mais barato do que Apucarana para Curitiba”, explicou Tshuchida. De acordo com ele, assim que os dias e horários de voos forem definidos estarão disponíveis na plataforma online da empresa. “Queremos pegar o passageiro em Apucarana e levar para o mundo”, reforçou Tshuchida, lembrando que os valores das passagens também podem variar de acordo com a demanda e dias da semana. “As pessoas precisarão ficar atentas. Se conseguirem programar a viagem com antecedência, poderão conseguir preços ainda mais atrativos”, orientou. Dentro do programa Voe Paraná, a venda das passagens será feita totalmente de forma on-line pela GOL, o operacional (voos) pela TwoFlex e o atendimento ao passageiro pela Real Aviation, que contratará profissionais de Apucarana para compor a equipe de solo.
Os 12 municípios beneficiados nesta primeira etapa do programa são: Apucarana, Arapongas, Apucarana, Campo Mourão, Cianorte, Cornélio Procópio, Francisco Beltrão, Guaíra, Guarapuava, Paranaguá, Paranavaí, Telêmaco Borba e União da Vitória, todos com população variando entre 32 mil e 155 mil habitantes.

Nenhum comentário: