PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009

sexta-feira, 6 de setembro de 2019

Comerciantes de Apucarana são vítimas de extorsão; policial militar é suspeito

A Polícia Civil está investigando um caso de extorsão envolvendo comerciantes de Apucarana que viajam de ônibus pela PR 445. De acordo com a denúncia das vítimas, um policial militar estaria envolvido, juntamente com outras quatro pessoas.De acordo com a polícia, as vítimas seguiam de ônibus para São Paulo no domingo (1°). Ao chegar em Cambé, na PR 445, o veículo foi parado por dois carros e três pessoas saíram dos automóveis e entraram no ônibus.De acordo com uma vítima, um dos suspeitos se identificou como policial do serviço reservado da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) e exigiu R$ 50 mil para liberar o ônibus. Os passageiros disseram que não tinham o dinheiro e entregaram apenas R$ 500.Ainda de acordo com as vítimas, as pessoas envolvidas na extorsão combinaram que o restante do valor seria pago na volta, e a negociação continuou por mensagens em um aplicativo, com o responsável pelo ônibus.Nas mensagens, o PM investigado diz que a negociação está certa, porém precisa do aval de uma terceira pessoa. A suposta vítima pergunta de que região é o policial, e o militar diz que é da região metropolitana de Londrina, do serviço de inteligência do Batalhão da Polícia Rodoviária. A mensagem termina informando que no dia seguinte, pela manhã, vai marcar um local para acertar.Na terça-feira (3), dia combinado para o pagamento de propina, a PRE passou a monitorar o grupo e prendeu duas pessoas. A Polícia Civil informou que o militar suspeito está lotado na 4ª Companhia Independente da PM, responsável pela região norte de Londrina.O Comando da 4ª Companhia Independente disse que o soldado investigado está em férias e que foi aberto um procedimento interno para investigar o caso. Durante a apuração, o militar ficará afastado das funções. Com informações do G1.

Nenhum comentário: