PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 8812-5277

terça-feira, 24 de setembro de 2019

Arapongas recupera principais nascentes da cidade

Em continuidade ao projeto “Água Limpa” - capaz de proteger as nascentes, usando tecnologia de solo-cimento, numa ação com baixo custo e facilmente replicável – no último sábado (21), uma equipe composta por representantes da Secretaria Municipal de Agricultura, Serviços Públicos e Meio Ambiente (Seaspma), Secretaria da Agricultura e Abastecimento (SEAB), Emater, Sanepar, Fortmag e demais parceiros realizaram serviços de revitalização nas principais nascentes do município de Arapongas, entre eles, local onde nasce o Rio Bandeirantes do Norte – nas imediações da Rua Pavão. Entre os serviços constaram a limpeza no entorno do rio, onde foram recolhidos cerca de 400 kg de resíduos, bem como, o plantio de mudas de árvores.“Em alusão ao Dia Mundial da Árvore e da Limpeza realizamos esse trabalho específico, dando sequência no projeto de responsabilidade ambiental, que estamos executando desde novembro de 2018. Por isso, reiteramos aqui a importância de preservação deste rio em relação à bacia hidrográfica dos Rios Pirapó e Paranapanema, onde esta bacia abastece diversas cidades vizinhas de Arapongas, confirmando a necessidade de conservação das “nascentes mestre” do Rio Bandeirantes do Norte - que nascem em Arapongas. A preservação da água é de suma importância para todas as etapas da vida, salientou a diretora de agricultura Vicky Vergara.Além dos serviços já executados para a preservação das nascentes em Arapongas, a população deve contribuir com dicas básicas e eficazes em relação aos cuidados com o meio ambiente, entre elas: jogar o lixo sempre em local adequado, não jogar nenhum tipo de material (sacolas plásticas, embalagens entre outros) em rios, lagos e mares, reduzir o desperdício de água, utilizar menos produtos químicos para limpeza – optar por produtos biodegradáveis, não utilizar pesticidas ou herbicidas nas plantas, entre outros.Os serviços de preservação das nascentes contaram também com o apoio das empresas Seara, Frango Granjeiro, alunos do curso de Agronomia da Unopar e curso técnico em Meio Ambiente (IFPR).

Nenhum comentário: