href="https://1.bp.blogspot.com/-6gy4glK0nPk/XHGyQlw1tUI/AAAAAAADRDg/g44NPL06wLs5iJ6w2ILCd_7b2dAUxF7iACLcBGAs/s1600/na-chapa-restaurante.jpg" imageanchor="1" style="margin-left: 1em; margin-right: 1em;">
PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009
Curta nossa página no Facebook e receba as atualizações de todas as notícias

quinta-feira, 1 de agosto de 2019

Vizinho é suspeito de estuprar menina de dez anos em Apucarana

Um homem de 43 anos foi preso suspeito de estupro de vulnerável em Apucarana. Ele teria ido até a casa do vizinho dele, e estuprado uma menina de 10 anos. O caso foi registrado no Núcleo Castelo Branco. A Polícia Militar (PM) foi chamada nesta quarta-feira (31) para registrar o caso. Segundo a PM, o padrasto da garota de 40 anos também foi detido, ele teria agredido a menina, para que ela contasse o que tinha acontecido. O padrasto da vítima relatou para a PM, que o vizinho aproveitou que as crianças estavam sozinhas na casa, foi até a residência,e através de ameaças conseguiu entrar. Depois o suspeito se trancou em um dos quartos com a menina, que foi obrigada a trocar carícias com o homem. Ela contou que foi vítima da mesma situação por três dias. De acordo com a PM, o padrasto da menina tem outros filhos, de 7 e 4 anos, as crianças confirmaram toda a história. Porém ontem o padrasto disse para a equipe policial, que com o intuito de saber o que havia acontecido, como a garota não fala, agrediu a enteada, que sofreu uma lesão no olho esquerdo. A mãe da menina não estava na residência no momento da agressão. Ainda ontem o padrasto saiu de casa com os filhos e encontrou o vizinho na Rua Marcílio Dias esquina com av. Aviação, na região da Vila Nova. Nervoso, o homem agrediu o suspeito. A PM informou que a garotinha confirmou que ficava sozinha em sua residência com seus irmãos e que o vizinho mediante ameaças de morte, praticou atos libidinosos, acariciou o corpo dela. O suspeito de praticar o estupro negou as acusações. Todos foram levados para a 17ª Subdivisão Policial de Apucarana. O caso é investigado.Fonte: TNOline.

Nenhum comentário: