PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009

quarta-feira, 28 de agosto de 2019

Governo anuncia concurso para veterinários e técnicos agrícolas

O Governo do Paraná autorizou concurso público para a contratação de 30 médicos veterinários e 50 técnicos agrícolas. Eles serão contratados principalmente para o trabalho de vigilância sanitária, com o objetivo da conquista e manutenção do status de Área Livre de Febre Aftosa sem Vacinação no Paraná. A expectativa é que, nas próximas semanas, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento formalize essa condição e que, em maio de 2021, a Organização Mundial de Saúde Animal faça o reconhecimento. O concurso foi anunciado pelo secretário da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, durante audiência pública sobre a questão da vacinação, realizada na Assembleia Legislativa nesta quarta-feira. Cerca de 1.500 produtores rurais do Estado lotaram várias salas da Assembleia Legislativa para acompanhar a audiência, que esclareceu benefícios que o novo status deve permitir ao Paraná. Segundo o secretário, junto com a suspensão da vacina, é preciso aumentar a capacidade técnica, especialmente nas 33 barreiras montadas no Estado. Ortigara destacou que os resultados para busca do reconhecimento de área livre de aftosa foram construídos em um trabalho integrado e de longo prazo. O edital de contratações será publicado nos próximos dias. Atualmente, o Estado tem 237 veterinários e 245 técnicos agrícolas. O chefe da Casa Civil, Guto Silva, destacou que o fim da vacinação contra a febre aftosa e a contratação de pessoal para o trabalho de sanidade animal são ações que ajudam a impulsionar o mercado agropecuário. Alguns dos benefícios com o encerramento da vacina são maior abertura para o mercado externo e o fim do gasto com o medicamento. O valor investido na compra de vacinas era de 30 milhões de reais por ano. Entre as iniciativas adotadas para atender às exigências do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, está o estímulo à formação de Conselhos de Sanidade Animal, a criação do Fundo de Desenvolvimento da Agropecuária do Estado do Paraná, Fundepec, além da constante realização de capacitações e eventos de educação sanitária.

Nenhum comentário: