href="https://1.bp.blogspot.com/-6gy4glK0nPk/XHGyQlw1tUI/AAAAAAADRDg/g44NPL06wLs5iJ6w2ILCd_7b2dAUxF7iACLcBGAs/s1600/na-chapa-restaurante.jpg" imageanchor="1" style="margin-left: 1em; margin-right: 1em;">
PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009
Curta nossa página no Facebook e receba as atualizações de todas as notícias

sexta-feira, 16 de agosto de 2019

Apucarana sedia Encontro Nacional de Graffiti neste final de semana

Começa amanhã (16), o 3º Encontro Nacional de Graffiti contará com a presença de 51 artistas, oriundos do Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Amazonas e também do Chile. O evento acontecerá sexta-feira, sábado e domingo no entorno do Colégio Estadual Nilo Cairo.O encontro é uma realização da Prefeitura de Apucarana, através da Secretaria Municipal da Promoção Artística, Cultural e Turística de Apucarana (Promatur), com a coordenação do artista Marcio de Souza Luchtenberg (Zion).O evento será aberto amanhã (16), às 17 horas, com uma oficina de graffiti para a rede pública de ensino, no Colégio Estadual Nilo Cairo. No sábado, no período das 14 às 19 horas, haverá uma batalha de dança no estilo break e no domingo, a partir das 14 horas, estão programadas apresentações de artes circences. O ponto alto do evento será a confecção de um painel no muro lateral do colégio, arte denominada wall of street (muro da rua). A atividade terá início sábado e será finalizada no domingo.O prefeito Junior da Femac avalia que o evento nacional de graffiti é mais um atrativo cultural de Apucarana. “É uma atividade que faz parte da cultura popular urbana, sendo uma oportunidade para as pessoas conhecerem melhor essa expressão cultural e de interagir com os artistas”, diz o prefeito. A prefeitura vai contribuir com alimentação, aquisição de sprays, som, palco, interdição de ruas pela Guarda Municipal e presença de equipe de saúde.A secretária da Promatur, Maria Agar, afirma que o painel será criado por artistas de vários segmentos, abrangendo do realismo ao abstrato.

Nenhum comentário: