href="https://1.bp.blogspot.com/-6gy4glK0nPk/XHGyQlw1tUI/AAAAAAADRDg/g44NPL06wLs5iJ6w2ILCd_7b2dAUxF7iACLcBGAs/s1600/na-chapa-restaurante.jpg" imageanchor="1" style="margin-left: 1em; margin-right: 1em;">
PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009
Curta nossa página no Facebook e receba as atualizações de todas as notícias

sexta-feira, 19 de julho de 2019

Polícia Civil fecha supostos locais de prostituição em Faxinal

A Delegacia de polícia de Faxinal, sob a coordenação do delegado titular Dr. Ricardo Augusto de Oliveira Mendes, após investigação do setor de inteligencia indicar os locais de prostituição e exploração sexual, deflagou na noite de quinta-feira 18 de julho de 2019, às 21h00, a 1ª fase da operação “Domus” no intuito de coibir e combater a exploração sexual neste município, tendo como alvo pré-determinado dois endereços: alvo 01: pr 272, estabelecimento comercial ‘pingo de ouro’ e alvo 02: pr 272, local conhecido como "chácara do padre". No alvo 01 equipe policial abordou as seguintes pessoas: I. L. C.; e a pessoas das iniciais L. M. R; e C. C. S. Durante a ação a acusada de nome Leonice, se identificou como sendo a responsável e gerente do estabelecimento, confirmando que naquele local funcionava uma casa de prostituição. Cada uma das garotas da casa cobram R$50,00 (cinquenta reis) mais R$30,00 (trinta reais) do aluguel do quarto. I. e C. disseram que são garotas de programas e todas trabalhavam para pessoa identificada B. P., a qual é proprietária do estabelecimento, contudo a mesma não se encontrava no local. Em continuidade às diligências, no alvo 2 a equipe abordou as seguintes pessoas: A. P. S.; S. A. O.; A. A. L.; J. da S. R. J.; P. B. S.; J. P. S.; K. da S. P.; Além de d. o. p., menor de idade, 15 anos, o qual estava acompanhado de seu primo J. P. S. "No local se encontrava a pessoa identificada como edite, posteriormente qualificada como, a qual disse ser a proprietária deste estabelecimento, bem como do estabelecimento localizado no alvo 1. Em conversa com as garotas de programa todas foram unânimes em indicar a pessoa de “Edite” como responsável de contratar cada garota seja no alvo 1 ou alvo 02, por isso foi autuado pelo crime previsto no artigo 229 do Código Penal" diz a nota divulgada pela polícia civil. Diante dos fatos constatados em ambos os estabelecimentos foram encaminhados as partes envolvidas à Delegacia de Polícia de Faxinal para as providências cabíveis. Os acusados que foram citados na reportagem negaram as acusações dos fatos.

Nenhum comentário: