PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009

quarta-feira, 24 de julho de 2019

Homem que atropelou e matou mulher em Arapongas deixa a cadeia

A 1ª Vara Criminal de Arapongas determinou que Rodrigo Batistoni, de 19 anos, vá a júri popular pelos crimes de homicídio, fraude processual e omissão de socorro por ter atropelado e matado Vanessa do Prado, de 33 anos. A decisão, desta segunda-feira (22), também determinou que o réu aguarde pelo júri em liberdade, usando uma tornozeleira eletrônica.Rodrigo Batistoni colocou a tornozeleira e deixou a cadeia pública de Arapongas no final da tarde de ontem (22). A juíza Raphaella Benetti da Cunha Rios aceitou a denuncia do Ministério Público do Paraná (MP-PR) de homicídio com dolo eventual, quando se assume o risco de matar, por estar dirigindo em alta velocidade, na contramão e após o consumo de álcool.Ele também vai a júri pelos crimes de omissão de socorro, por ter fugido do local, e fraude processual, por ter consertado o carro que ficou danificado com o atropelamento.A data do julgamento ainda não foi marcada. A juíza afirmou que, por mais que o réu tenha sido pronunciado por fraude processual, ele deve aguardar pelo júri em liberdade por não oferecer mais riscos à investigação.Relembre o caso.Na madrugada de 3 de março, segundo a Polícia Civil, Batistoni atropelou Vanessa, o namorado dela e um amigo. Os três pedestres voltavam de um evento em uma igreja católica.O amigo e o namorado de Vanessa não sofreram ferimentos. A pedestre foi internada e morreu no hospital. A guarda dos três filhos de Vanessa, dois meninos de 7 e 12 anos, e uma adolescente de 16 anos, ficou com os pais dela.Rodrigo Batistoni estava preso desde o dia 8 de março,cinco dias após o atropelamento.Com informações, G1.

Nenhum comentário: