PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009

quinta-feira, 20 de junho de 2019

Sozinho e de Fiat 147, curitibano roda 15 mil km em jornada inesquecível na América do Sul

Se você estivesse com 67 anos, aposentado e fosse dono de um Fiat 147, o que faria da sua vida com o carro? Muitos diriam nada. Já o Alberto Carlos Fröhlich, morador ali do bairro Mercês, em Curitiba, decidiu rodar a América do Sul com o “autito” (carro pequeno, em espanhol, como muitos carinhosamente chamaram na viagem). Além do Brasil, ele passou por outros seis países: Argentina, Bolívia, Peru, Chile, Paraguai e Uruguai. Não faltaram aventuras e perrengues, como dormir com a polícia e correr o risco de congelar à noite no meio do deserto, sozinho, com o carro quebrado no meio do nada. A viagem começou em 2 de dezembro de 2017 e terminou em 13 de janeiro de 2018, mas até hoje tem dado o que falar e rendido muitos convites para voltar à estrada, algo que Alberto nunca imaginou (olha lá o Instagram dele, o @147naamericadosul). E a viagem aconteceu completamente diferente do planejado. A ideia era levar de carro seu filho, sua nora peruana e um amigo peruano do casal até Lima, no Peru, para passarem o Natal com os familiares dela. Mas, chegando em Foz do Iguaçu, onde tinham passado a primeira noite num camping, o filho de Alberto começou a ficar preocupado com documentos pessoais, com o peso do carro (pois o trajeto tinha muitas rampas) e com o atraso; com medo de não chegar em tempo para o Natal. Eram cinco mil quilômetros e que Alberto planejava chegar em 20 dias, a bordo do seu Fiat 147 ano 1980, motor 1.050 cilindradas e 57 cavalos de potência. “Mas eles três começaram a tirar a bagagem do carro, não quiseram nem carona pro aeroporto ou rodoviária”, lamentou Alberto, que chorou sozinho no camping, na segunda noite de estrada. Vejam mais detalhes no portal Tribuna do PR. CLIQUE AQUI.

Nenhum comentário: