href="https://1.bp.blogspot.com/-6gy4glK0nPk/XHGyQlw1tUI/AAAAAAADRDg/g44NPL06wLs5iJ6w2ILCd_7b2dAUxF7iACLcBGAs/s1600/na-chapa-restaurante.jpg" imageanchor="1" style="margin-left: 1em; margin-right: 1em;">
PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009
Curta nossa página no Facebook e receba as atualizações de todas as notícias

quarta-feira, 19 de junho de 2019

Saúde alerta para importância da vacina contra febre amarela

A Secretaria de Estado da Saúde convoca a população para que tome a vacina contra a febre amarela, a única forma eficaz de evitar a doença. A previsão é que a incidência da doença volte a crescer nos próximos meses, especialmente nos municípios do Litoral, Região Metropolitana de Curitiba e dos Campos Gerais. O boletim epidemiológico desta semana divulgado pelo Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública confirma mais sete mortes de macacos contaminados pela febre amarela. Na semana passada o boletim apresentava 42 mortes confirmadas, número que subiu para 49, desde o julho de 2018 até agora. Os novos casos foram confirmados em Tibagi, Campo Largo, Carambeí, Piraí do Sul e Ponta Grossa. Os macacos não transmitem a doença. Assim como os humanos, eles também são contaminados pela picada do mosquito transmissor. Os macacos sinalizam a presença do vírus na região. As confirmações de casos de febre amarela continuam crescendo e a vacina é a única forma de prevenção contra a doença, que pode causar complicações e até levar à morte. A vacina contra a febre amarela está disponível em todas as unidades de saúde. É indicada para pessoas a partir de 9 meses até 59 anos. 

Nenhum comentário: