PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009

sexta-feira, 21 de junho de 2019

Paraná terá o Japs Combate, evento anual de lutas marciais

O Paraná terá o seu grande evento de artes marciais. O governador Carlos Massa Ratinho Junior lançou nesta quinta-feira (20), no Ginásio Moringão, em Londrina, o Japs Combate, espécie de Jogos Abertos do Paraná voltado apenas para as lutas. O lançamento teve a presença do lutador Wanderley Silva e apresentação de diversas modalidades de lutas. pouco antes, o governador inaugurou a Arena Esportiva - Vista Bela, um espaço para esporte e recreação. Depois, ele abriu oficialmente os Jogos Paradesportivos do Paraná (Parajaps), também em Londrina.“Um dia de celebração do esporte”, disse Ratinho Junior. Ele disse que todas as ações buscam melhorar a qualidade de vida da população, em especial de jovens e crianças. “Esse é o objetivo do Governo do Estado”, afirmou.“O Parajaps Combate visa promover as artes marciais, uma modalidade que vem crescendo muito entre a juventude e já sendo incluída como esporte Olímpico”, destacou. Ele ainda lembrou que o Paraná é um celeiro de talentos das artes marciais e que eventos como este vão impulsionar ainda mais o descobrimento de novos campeões.Ratinho Junior enfatizou que investir no esporte é uma das prioridades desta gestão. "A prática esportiva traz muitos benefícios, especialmente para o desenvolvimento dos jovens, proporcionando qualidade de vida, saúde, disciplina, respeito ao próximo e à hierarquia."EMBAIXADOR - O Japs Combate será em setembro de 2020, em Londrina, e reunirá dez modalidades divididas em duas categorias. A categoria Olímpica integra judô, karatê, taekwondo, luta olímpica e boxe. Já jiu-jitsu, muay thai, capoeira e Kickboxing pertencem à classe não olímpica.Multicampeão de MMA (artes marciais mistas), o lutador curitibano Wanderly Silva será o embaixador e padrinho do evento. A expectativa é que o Japs Combate reúna em torno de 1.500 atletas.A ideia, explica Antônio Carlos Dourado, diretor de inovação e desenvolvimento da Esporte Paraná, autarquia vinculada à Secretaria de Estado da Educação e do Esporte, é fazer com que diferentes municípios mandem delegações a Londrina, incentivando a prática e a consequente difusão das modalidades. “Queremos que a população tenha cada vez mais motivação para praticar esportes, se movimentar. É um estilo de vida”, ressaltou.PROGRAMA – O Japs Combate é mais um ponto dentro da estratégia do Governo do Estado de levar as artes marciais para perto das crianças, numa grande promoção do contraturno escolar.A ideia, diz o diretor-presidente da Esporte Paraná, Helio Wirbiski, é começar o projeto-piloto no segundo semestre deste ano em, pelo menos, três núcleos de educação. A partir de 2020, com o aprimoramento da iniciativa, a meta é difundir para as mais diversas regiões do Estado.VALORIZAR - O padrinho do evento, Wanderley Silva, destacou a importância de medidas assim para valorizar as lutas. "É a primeira vez que um Estado dá a devida atenção às artes marciais", reforçou Wand, que também ressaltou o impacto positivo desta prática para as novas gerações. "Se eu não tivesse passado por programas assim na juventude, jamais teria chegado onde cheguei. As artes marciais não só trazem a saúde com a prática esportiva, mas também ensinam valores de vida", salientou o ídolo do MMA.Fernando Madureira, mestre de taekwondo e coordenador da Fundação Municipal de Esportes de Londrina, celebrou a realização do evento na cidade. "É uma conquista, o Governo do Estado tem sido grande parceiro pra desenvolver o esporte em Londrina". PRESENÇAS – Participaram do lançamento o secretário de Estado da Educação, Renato Feder; o vice-prefeito de Londrina, João Mendonça; o presidente da Câmara de Vereadores, Ailton Nantes; a deputada federal Luisa Canziani, o deputado estadual Cobra Repórter; o presidente da Amepar e prefeito de Arapongas, Sérgio Onofre da Silva; o presidente da Associação dos Moradores, Silvestre Gonçalves, dirigentes e professores da escola Vista BelaCOPA DOS REFUGIADOS – Além dos programas promovidos pelo Governo do Estado, outra iniciativa da área do esporte chama a atenção no Paraná. O Estado será uma das sedes da Copa do Mundo dos Refugiados 2019, evento promovido e coordenado pela ONG África do Coração, em parceria com a Ponto Agência de Inovação Social e com o apoio institucional da Agência da ONU para Refugiados (Acnur) e da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho.A etapa paranaense será realizada nos dias dia 24 e 25 de agosto. A seleção campeã ganhará a taça e uma viagem ao Rio de Janeiro para disputar a final nacional, que será realizada no Estádio Jornalista Mário Filho (Maracanã), em setembro.

Nenhum comentário: