href="https://1.bp.blogspot.com/-6gy4glK0nPk/XHGyQlw1tUI/AAAAAAADRDg/g44NPL06wLs5iJ6w2ILCd_7b2dAUxF7iACLcBGAs/s1600/na-chapa-restaurante.jpg" imageanchor="1" style="margin-left: 1em; margin-right: 1em;">
PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009
Curta nossa página no Facebook e receba as atualizações de todas as notícias

quinta-feira, 13 de junho de 2019

Papel da biomassa na matriz energética é tema de evento apoiado pelo Tecpar

A biomassa é uma das possibilidades para geração de energia sustentável que está em expansão no Brasil. Trata-se de uma matéria biológica que serve como base para a produção de energia a partir da decomposição de resíduos orgânicos, como o bagaço da cana-de-açúcar, casa de arroz, casca de coco verde, eucalipto, pellets de madeira, entre outros. O papel da biomassa na matriz energética brasileira será um dos temas do Congresso Internacional de Biomassa (Cibio 2019), que tem o apoio do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar). O evento ocorre de 25 a 27 de junho em Curitiba, em paralelo com a 4° Feira Internacional de Biomassa e Energia (ExpoBiomassa). O Tecpar, que é responsável pelo Programa Paranaense de Energias Renováveis, será representado pelo diretor-presidente Fábio Cammarota, que fará uma apresentação na abertura do evento, dia 25 de junho. À frente da secretaria executiva do projeto Smar Energy, o Tecpar tem a missão de mobilizar o desenvolvimento do setor energético, do ponto de vista econômico, ambiental e social no Paraná. MERCADO - De acordo com Rodrigo Duarte, representante da A1 Engenharia, uma das empresas participantes do Cibio deste ano, o Brasil possui um cenário favorável para a utilização da biomassa. Produtos originários da biomassa, como o bio-óleo, o biogás e o biodiesel, já são produzidos aqui. "Por termos uma grande fonte de matéria-prima de biomassa, o Brasil se tornou um dos maiores produtores de energia elétrica derivada desse produto", conta o gestor. Segundo Duarte, a opção pelo uso da biomassa leva a diminuição do uso de combustíveis fósseis, como o petróleo, que também é um produto de origem orgânica, mas não possui capacidade de renovação. "Isto faz com que, ao priorizar a biomassa, haja um balanceamento na emissão de dióxido de carbono (CO²), reduzindo a poluição no meio ambiente", afirma. O congressista também aponta que, apesar da biomassa ser uma boa alternativa para produção de energia e de já haver tecnologia para tal, ainda é preciso um alto investimento. "Além disto, é necessário considerar que a biomassa deve ser proveniente de uma área próxima ao local em que será consumida", ressalta. EVENTO - O Cibio 2019 é um congresso organizado anualmente pelo Grupo FRG Mídias & Eventos, com o apoio do Tecpar e outras instituições ligadas ao tema. O evento acontece simultaneamente à 4ª ExpoBiomassa, de 25 a 27 de junho, no Expotrade Convention Center, em Curitiba. Na ocasião, serão discutidos temas como a sustentabilidade e o crescimento econômico do Brasil relacionados ao uso de energias renováveis. Mais informações sobre a feira poderão ser encontradas no site do evento www.expobiomassa.com/site/ e a programação completa do congresso no www.congressobiomassa.com/site/.

Nenhum comentário: