PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009

segunda-feira, 17 de junho de 2019

Modernização impede escutas na frequência da PM de Ivaiporã

A comunicação via rádio da 6ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) de Ivaiporã ganhou mais qualidade e segurança nos últimos dias, com a mudança do sistema para a tecnologia digital. A digitalização, em substituição ao sistema analógico, foi concluída nesta sexta-feira (14) e criptografa a conversa por rádio entre os militares, além de melhorar qualidade de áudio. A cobertura da comunicação também foi ampliada e agora atinge 100% da área dos 14 municípios jurisdicionados à companhia.O sargento Roberto Fonseca, da Diretoria de Desenvolvimento Tecnológico e Qualidade (DDTQ) da Polícia Militar, é o coordenador da equipe que executou a digitalização e relata que o sistema é o mesmo implantado em Curitiba, região metropolitana e litoral e que será implantado em todo o Paraná. “Toda a região de Ivaiporã agora é atendida por um rádio digital com criptografia, ou seja, não tem mais como ninguém copiar (ouvir) o que a polícia está falando”, comenta.Fonseca explica que a criptografia transforma a comunicação por voz em um sistema binário, como em um computador. “Somente um outro rádio que tiver o mesmo sistema de criptografia é que vai ouvir esse sistema e transformar em voz. Então, a segurança hoje para a 6ª CIPM se tornou altíssima. São criptografias utilizadas pelo exército americano e não se consegue quebrar”, destaca. Conforme Élio Boing, comandante da companhia, a digitalização da rede de rádio proporcionará maior segurança nas comunicações da unidade e maior capacidade de resposta no atendimento das solicitações e ocorrências. “A criptografia dá mais segurança ao trabalho do policial e torna o rádio bem mais confiável. No sistema analógico, qualquer pessoa poderia ouvir a frequência da PM com radinhos (HTs) que são facilmente adquiridos. Agora esse novo sistema e essa dificuldade de informações, com certeza, melhora o serviço policial e podemos dar uma resposta bem melhor para a população”, comenta. Além de maior segurança com o sistema digital criptografado, a rede de comunicação da 6ª CIPM ganhou área de propagação maior. “Em virtude do relevo, a gente tinha bastante dificuldade em  conseguir comunicação em alguns municípios, até a iniciativa do Conseg de Borrazópolis, que efetuou a doação de alguns equipamentos no valor de R$ 2 mil. Com outros equipamentos que tínhamos, desenvolvemos o sistema, implantamos um link repetidor na região de Rosário do Ivaí e agora, junto com o sistema digital, foi montada também uma nova repetidora aqui em Ivaiporã, o que dá uma cobertura bem ampla em toda a nossa área”, completa Boing. Por Ivan Maldonado, 

Nenhum comentário: