PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009

quarta-feira, 26 de junho de 2019

Governo de Ratinho Junior declara que somente após o fim da greve voltará às negociações com servidores

O governo de Ratinho Junior afirmou por meio de nota que não vai retomar as negociações enquanto a greve não encerrar. “O Governo do Paraná segue aberto ao diálogo com os sindicatos dos servidores do Estado e aguarda o fim da manifestação iniciada nesta terça-feira (25) para a retomada das conversações sobre questões relativas à folha salarial do funcionalismo”, diz a nota do governo. O líder do governo na Assembleia Legislativa do Paraná, Hussein Bakri (PSD), reforçou nesta terça-feira (25), que não haverá nenhum tipo de negociação enquanto a greve dos servidores públicos não encerrar. Segundo Bakri a suspensão da greve para a retomada do diálogo com Executivo foi apresentada ao Fórum das Entidades Sindicais (FES/PR) “Se houver suspensão da greve nós vamos retomar as conversas para que as negociações avancem. O governo foi muito claro”, disse Bakri. De acordo com o deputado ainda não houve uma resposta por parte do FES. O líder de Ratinho Junior repetiu o discurso de que Ratinho Junior governou somente por cinco meses até agora. “O governo disse e reafirma que em estado de greve ou em greve, não dialoga. Porque o governo entende que a greve é o último recurso. Principalmente se levando em conta que estamos com cinco meses de mandato”, declarou. Em nota o FES informou que “desde março o governo promete apresentar propostas aos servidores e isso não aconteceu e por isso os prazos já inspiraram”. O fórum marcou reunião do comando estadual da greve para amanhã de manhã para avaliar o movimento e definir estratégias. Servidores pedem um reajuste salarial referente à inflação dos últimos 12 meses, que representa 4,94%. As categorias, porém, afirmam que o congelamento já representa perdas salariais que alcançam os 17%. APP afirma que greve no Paraná atinge 80% das escolas; governo diz que percentual é de 27%: A APP-Sindicato informou que nesta terça-feira (25) 80% das escolas estaduais aderiram à greve, de forma total ou parcial. E isso representa aproximadamente 120 mil professores e demais funcionários das escolas estaduais. Por outro lado, a Secretária de Estado da Educação (SEED) afirma que somente 27% das escolas aderiram à paralisação. Conforme o boletim, a Secretaria registrou adesão total à paralisação em apenas 2,4% das 2.143 escolas estaduais e adesão parcial à paralisação em 27% das 2.143 escolas estaduais do Paraná. Em Curitiba, manifestantes seguem em frente ao Palácio Iguaçu. Servidores pedem um reajuste salarial referente à inflação dos últimos 12 meses, que representa 4,94%. As categorias, porém, afirmam que o congelamento já representa perdas salariais que alcançam os 17%. Vejam mais detalhes no Blog da Mareli Martins da Rádio T... CLIQUE AQUI.

Nenhum comentário: