href="https://1.bp.blogspot.com/-6gy4glK0nPk/XHGyQlw1tUI/AAAAAAADRDg/g44NPL06wLs5iJ6w2ILCd_7b2dAUxF7iACLcBGAs/s1600/na-chapa-restaurante.jpg" imageanchor="1" style="margin-left: 1em; margin-right: 1em;">
PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009
Curta nossa página no Facebook e receba as atualizações de todas as notícias

segunda-feira, 20 de maio de 2019

VALE DO IVAÍ - Ariranha do Ivaí e Arapuã é sorteada pelo TCE/PR para auditoria

Uma equipe de dez servidores realiza nesta semana auditorias presenciais em 15 municípios paranaenses para conferir as informações prestadas ao Tribunal de Contas na aferição do Índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEGM) de 2018. Entre esta segunda (20) e a próxima sexta-feira (24 de maio) estão sendo visitados os municípios de Alto Paraíso, Arapuã, Ariranha do Ivaí, Esperança Nova, Flórida, Godoy Moreira, Lobato, Mirador, Miraselva, Nossa Senhora das Graças, Planaltina do Paraná, Prado Ferreira, Tamboara, Uniflor e Xambrê. Enviados pelo TCE-PR às 399 prefeituras paranaenses, os questionários do IEGM foram respondidos entre 25 de fevereiro e 1º de abril pelas administrações municipais. O objetivo foi apurar indicadores de 2018 em sete áreas: educação, saúde, planejamento, gestão fiscal, meio ambiente, cidades protegidas e governança em tecnologia da informação. Anualmente, esses indicadores são consolidados em um painel nacional pelo Instituto Rui Barbosa (IRB), órgão de pesquisas e estudos do sistema brasileiro de controle externo do gasto público. No Paraná, o Tribunal de Contas apura o IEGM desde 2016. Nas fiscalizações presenciais, os servidores do TCE-PR buscam validar as informações prestadas pelos municípios auditados nos questionários do IEGM, bem como identificar impropriedades nos aspectos avaliados. A equipe de dez servidores envolvidos nas auditorias foi dividida em cinco duplas, cada uma encarregada de visitar três municípios ao longo da semana. Para executar o trabalho, a Coordenadoria de Auditorias (CAUD) selecionou duas áreas de grande impacto social e fundamentais para o planejamento adequado das políticas públicas municipais: educação e saúde. Na área da educação são verificadas as informações sobre o levantamento da demanda por educação infantil e ensino fundamental e a oferta de merenda escolar. Na área da saúde são conferidos os dados relativos ao acesso da população à atenção básica.

Nenhum comentário: