PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 8812-5277

quarta-feira, 8 de maio de 2019

Reviravolta no caso do morador que diz ter sido sequestrado em Faxinal

Eder da Silva parou seu veículo em frente ao posto da Polícia Rodoviária dizendo que estava sendo sequestrado por homens armados. Os criminosos, por sua vez, alegam que estavam cobrando uma dívida por gado comprado pela vítima.
Um homem foi sequestrado em Faxinal na manhã desta terça-feira (7) e conseguiu socorro no posto da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) na PR-445, em Londrina. Os bandidos exigiram que a vítima dirigisse sua caminhonete, uma F4000, até a cidade de Curiúva. Eder Pereira da Silva, de 36 anos, entrou com o veículo no posto policial pedindo por socorro. Os policiais então abordaram um carro Sandero que vinha logo atrás e encontraram três armas de fogo com os sequestradores. Luiz Antonio de Oliveira, de 36 anos, Emerson Marçal Veronez, de 39, Ademir Marçal Veronez, 61, e Johnny Marçal Veronez, de 35, foram detidos pelos crimes de sequestro e porte ilegal de arma. Eles são da mesma família, sendo pai, dois filhos e genro. O grupo informou à polícia que foram até Faxinal para cobrar uma dívida relacionada à venda de bois e estariam levando a caminhonete para vender e quitar a negociação. Eder confirmou que estaria devendo ao grupo e foi encaminhado à delegacia para prestar esclarecimentos ao delegado. Existe a suspeita que ele estaria envolvido em estelionatos envolvendo gados no Paraná, o que será investigado. A esposa dele publicou nas redes sociais que a casa foi invadida e seu marido levado como refém. REVIRAVOLTA - Até este ponto, Eder era tido como a vítima de um roubo seguido de sequestro, mas ao serem entrevistados, os acusados, que são moradores de Curiúva, deram uma versão diferente: Emerson Marçal Veronese, disse que ele, o irmão e o pai, são pessoas idôneas, proprietários de terras e que vendeu, cerca de 60 mil em gado, para Eder, o qual já havia comprado animais deles em data anterior, e feito o pagamento corretamente. Dessa vez, começou a dar desculpas até fazer o pagamento com cheques supostamente roubados. Depois de uma nova negociação, Eder teria aceitado entregar a caminhoneta, como pagamento da dívida, e receber 10 mil, em gado. Alegou ainda que seu pai e seu irmão, vieram na caminhoneta com a pessoa de Faxinal e ele atrás, com o veículo Sandeiro. Afirmou que as armas, não eram para prática de crimes, e sim, armamentos que utilizam para cuidar da fazenda onde residem. O irmão e o pai, Odair Fernandes, também confirmaram a versão de Emerson, e disseram que vão provar na justiça que não são ladrões. A confusão foi levada para a Polícia Civil, que agora vai investigar o caso. Vale ressaltar, que em Faxinal, Eder é investigado como suposto autor de furtos de animais e já esteve envolvidos em outra confusões. Nossa reportagem, vai aguarda a apuração e também nos colocamos a disposição dos citados. (Colaboração: Berimbau e portal da Rádio Paiquere de Londrina).

Nenhum comentário: