href="https://1.bp.blogspot.com/-6gy4glK0nPk/XHGyQlw1tUI/AAAAAAADRDg/g44NPL06wLs5iJ6w2ILCd_7b2dAUxF7iACLcBGAs/s1600/na-chapa-restaurante.jpg" imageanchor="1" style="margin-left: 1em; margin-right: 1em;">
PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009
Curta nossa página no Facebook e receba as atualizações de todas as notícias

sexta-feira, 17 de maio de 2019

Morreu em SP sertanejo Léu, da dupla Liu e Léu

Dupla de sertanejo raiz ficou famosa nos anos 70 por sucessos como “Ipê florido’ e 'Dona Saudade'; Liu morreu em 2012.
O cantor Léu, da dupla com Liu, morreu nesta quinta-feira (16) em São Paulo. Ele tinha completado 82 anos no último 4 de abril. Ainda não há informações sobre a causa da morte. O corpo começou a ser velado no Cemitério Chora Menino, em Santana, na noite desta quinta-feira (16) e seguia na manhã desta sexta. A previsão é que, em seguida, o corpo seja cremado no cemitério da Vila Alpina, Zona Leste de São Paulo. A dupla de sertanejo raiz Liu & Léu ganhou fama nos anos 70 com sucessos como “O Ipê e o Prisioneiro (Ipê Florido)” e "Dona saudade". A dupla interrompeu a carreira de 53 anos em 2012, com a morte de Liu. Léu seguiu fazendo shows com o irmão Lourenço. Biografia - Lincoln Paulino da Costa e Walter Paulino da Costa, ou Liu e Léu, como ficaram conhecidos, nasceram em Itajobi, no interior de São Paulo. De uma família de músicos — Lincoln e Walter eram irmãos da dupla Zico & Zéca e primos de Vieira e Vieirinha —, eles foram a um programa de auditório da TV Bandeirantes e lá, com instrumentos emprestados, se apresentaram pela primeira vez. A dupla começou a se apresentar em circos pelos estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Goiás e Mato Grosso. Em mais de 50 anos de carreira, gravaram 32 discos e um deles, o CD “Jeitão de Caboclo”, recebeu a indicação em 2003 para o Grammy Latino na categoria de “Melhor Álbum de Música Regional”. Os perfis da dupla Milionário e José Rico nas redes sociais lamentaram a morte de Léu, assim como Adriana Farias, atual apresentadora do programa “Viola, Minha Viola". Informações do portal G1.

Nenhum comentário: