href="https://1.bp.blogspot.com/-6gy4glK0nPk/XHGyQlw1tUI/AAAAAAADRDg/g44NPL06wLs5iJ6w2ILCd_7b2dAUxF7iACLcBGAs/s1600/na-chapa-restaurante.jpg" imageanchor="1" style="margin-left: 1em; margin-right: 1em;">
PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009
Curta nossa página no Facebook e receba as atualizações de todas as notícias

segunda-feira, 20 de maio de 2019

IVAIPORÃ - Prefeitura incentiva combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes

A Prefeitura de Ivaiporã, por meio do Departamento Municipal de Assistência Social e da Secretaria Municipal de Educação, promoveu uma passeata com alunos e professores da rede municipal de ensino referente ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes – sob o lema “Faça Bonito”, que contou com a participação dos alunos e professores da rede estadual, e apoio da Polícia Militar e Polícia Civil. A passeata foi realizada, nesta sexta-feira, dia 17 de maio, entre a Paróquia Bom Jesus e a Prefeitura, passando pela área central da cidade. O prefeito de Ivaiporã, Miguel Amaral, disse que apoia ações como a passeata e acredita que a união da sociedade é importante contra tipo de abusos envolvendo crianças e adolescentes. Miguel Amaral não participou da marcha, por estar em viagem, mas parabenizou as equipes do Departamento Municipal de Assistência Social e da Secretaria Municipal de Educação pela iniciativa. Segundo a diretora do Departamento Municipal de Assistência Social, Gertrudes Bernardy, existem 16 casos de denúncias, em Ivaiporã, apesar das constantes campanhas contra o Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes. “Por isso, os pais precisam se manter alertas. E, em caso, suspeito denunciar [Disque 100] às autoridades competentes”. Gertrudes Bernardy reforçou que os abusos normalmente acontecem no convívio familiar e avisou que as equipes multiprofissionais do Departamento Municipal de Assistência Social, Conselho Tutelar e do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) estão à disposição para atender os casos suspeitos. Sobre os objetivos da mobilização, a secretária municipal de Educação, Rose Sirço, defendeu que é importante discutir, informar e convocar a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos sexuais de crianças e adolescentes. “É preciso conscientizar não apenas os alunos – mas a comunidade, e mostrar a importância de se manter alerta especialmente às redes sociais para evitar abusos”, aconselhou Rose Sirço.

Nenhum comentário: