href="https://1.bp.blogspot.com/-6gy4glK0nPk/XHGyQlw1tUI/AAAAAAADRDg/g44NPL06wLs5iJ6w2ILCd_7b2dAUxF7iACLcBGAs/s1600/na-chapa-restaurante.jpg" imageanchor="1" style="margin-left: 1em; margin-right: 1em;">
PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009
Curta nossa página no Facebook e receba as atualizações de todas as notícias

sexta-feira, 24 de maio de 2019

IVAIPORÃ - Prefeitura adquire equipamentos de fisioterapia funcional

A Prefeitura de Ivaiporã adquiriu equipamentos para fisioterapia funcional, por meio do Departamento Municipal de Saúde, para atender as pacientes da Unidade Básica de Saúde (UBS) São Luiz, as quais são acompanhadas pela fisioterapeuta Maria Carolina Carvalho dos Santos Schmitz. A coordenadora de Atenção Primária em Saúde, Janaina Barbosa, explicou que os equipamentos foram adquiridos com recursos no valor de R$40 mil repassados pelo Governo do Estado, por meio de termo de adesão ao Incentivo Financeiro de Investimento para Aquisição de Equipamentos de Fisioterapia ou Reabilitação para a Rede da Atenção à Saúde da Pessoa com Deficiência do Estado do Paraná (Componente da Atenção Básica) – modalidade Fundo a Fundo, regulamentada pela Resolução 269/2016 da Secretaria de Estado da Saúde. Entre os equipamentos constam bolas de pilates, faixas elásticas, esteira, bicicleta ergométrica, exercitadores, elásticos, colchonetes, travesseiros, halteres e caneleiras. Maria Carolina Schmitz explicou que as pacientes atendidas na UBS São Luiz não conseguiam executar com perfeição ou qualidade alguns movimentos funcionais, tais como se agachar ou estender roupas no varal. “Com a fisioterapia funcional os movimentos são reeducados. Por isso, o objetivo é fortalecer a musculatura. Além disso, costumo convidar nutricionista e psicóloga para conversar com as pacientes. Ou seja, trata-se de um trabalho multidisciplinar”, explicou a fisioterapeuta. Segundo Maria Carolina Schmitz – além dos benefícios para a saúde física, a fisioterapia funcional estimula o convívio social e a autoestima. “A maioria das pacientes confessa que, antes da fisioterapia funcional, sentia muitas dores e não gostava de sair de casa ou de conviver. Portanto, os reflexos na saúde física e mental são excelentes – e confirmados pelas pacientes”, comentou a fisioterapeuta. Nilza Belo, auxiliar administrativa, afirmou que os equipamentos motivam a prática dos exercícios e o convívio com as colegas. “Precisamos fazer alongamento e atividade física”, aconselhou. A turma de fisioterapia funcional é formada por 15 pacientes e atendida às quintas-feiras. Segundo Maria Carolina Schmitz, há uma lista de espera que será chamada conforme surjam as vagas.

Nenhum comentário: