href="https://1.bp.blogspot.com/-6gy4glK0nPk/XHGyQlw1tUI/AAAAAAADRDg/g44NPL06wLs5iJ6w2ILCd_7b2dAUxF7iACLcBGAs/s1600/na-chapa-restaurante.jpg" imageanchor="1" style="margin-left: 1em; margin-right: 1em;">
PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009
Curta nossa página no Facebook e receba as atualizações de todas as notícias

terça-feira, 28 de maio de 2019

Encontro técnico discutirá práticas de agricultura sustentável

Apucarana vai sediar nesta quinta-feira (30/05) o 1º Encontro de Agricultura Sustentável. O evento, que vai ocorrer no salão nobre da Prefeitura a partir das 8 horas, contará com a participação de agricultores de Apucarana e de municípios da região. Durante o evento serão discutidos manejos alternativos, como a técnica de multiplicação de cepas (microorganismos) dentro da propriedade e a “rochagem”, que é a utilização de pó de rochas na recomposição de minerais do solo. O evento é uma promoção da Agrobio, empresa de agricultura sustentável sediada em Apucarana, em parceria com a Secretaria Municipal de Agricultura. “Devido à complexidade do assunto, o encontro terá um número limitado de participantes. Serão 20 produtores de outros municípios indicados pela Agrobio e outras 20 vagas foram reservadas para agricultores de Apucarana do curso de orgânicos”, explica José Luiz Porto, secretário municipal de Agricultura. Conforme Porto, existem vários conceitos de produtos agrícolas, como os convencionais, os orgânicos e os sustentáveis.
“Apesar das diferenças existentes, os produtos orgânicos e os sustentáveis têm vários aspectos em comum, como a utilização de menos herbicidas, menos agrotóxicos, proteção com barreiras verdes, rotação de culturas e o respeito ao solo e o meio ambiente”, esclarece o secretário municipal de Agricultura. Além de Apucarana, o encontro contará com a participação de produtores de Arapongas, Sabáudia, Marilândia do Sul, Astorga e Maringá. “Esses são produtores que já recebem a consultoria da Agrobio e já desenvolvem manejos alternativos em áreas de café, soja, cana, milho e trigo”, afirma o engenheiro agrônomo Fernando de Oliveira Valente, proprietário e consultor da Agrobio. Às 8 horas, haverá um coffee break e a abertura oficial está agendada para às 9 horas. A palestra inicial será com o pesquisador da Embrapa e especialista em geologia, agroecologia e gênese de solo, Eder de Souza Martins. Outra palestra prevista é com Marines Bettega, especialista em tecnologia de aplicação de herbicidas e produtos biológicos.O pesquisador da Embrapa abordará a técnica da “rochagem”, que utiliza as rochas na recomposição de minerais dos solos. Também conhecida como remineralização de solos, a “rochagem” foi regulamentada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) em 2016. A rocha moída e peneirada tem a função de melhorar a qualidade física, química e biológica do solo. A “rochagem”, no entanto, não veio para substituir os fertilizantes tradicionais, mas como uma técnica complementar, reduzindo os custos. De acordo com Fernando Valente, o conceito de agricultura sustentável busca garantir uma produção agrícola com menos agressão ao meio ambiente e com produtividade. “É um conceito desenvolvido pela Embrapa e pelo Grupo de Agricultura Sustentável de Goiânia. Aqui no Paraná, esse conceito que se une com a visão do cultivo orgânico vem sendo difundido desde 2015. O objetivo é trabalhar junto com o meio ambiente, desenvolvendo técnicas de multiplicação de microorganismos para combater doenças dentro da propriedade, aumentando a vida do solo e dando resistência às plantas”, explica Valente.

Nenhum comentário: