href="https://1.bp.blogspot.com/-6gy4glK0nPk/XHGyQlw1tUI/AAAAAAADRDg/g44NPL06wLs5iJ6w2ILCd_7b2dAUxF7iACLcBGAs/s1600/na-chapa-restaurante.jpg" imageanchor="1" style="margin-left: 1em; margin-right: 1em;">
PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009
Curta nossa página no Facebook e receba as atualizações de todas as notícias

segunda-feira, 15 de abril de 2019

Produtores já podem enviar propostas ao Programa Trator Solidário

A Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento está recebendo propostas de pequenos produtores rurais para o programa Trator Solidário, que financia a compra de tratores e equipamentos agrícolas a preços mais acessíveis. Neste ano, a meta é financiar até mil tratores, 30 colhedoras e 150 pulverizadores. Serão 11 fábricas e concessionárias credenciadas. O programa é destinado a pequenos produtores com propriedades com cerca de 12 até 75 hectares e renda bruta anual de até 415 mil reais. O coordenador do Crédito Rural, Osmar Schultz, explica que o agricultor interessado em adquirir máquinas e implementos deve procurar a unidade da Emater no município em que reside. O Governo do Estado é responsável pelo processo de negociação e formação de preços dos tratores e implementos com os fabricantes. De acordo com Osmar Schultz, na pré proposta, o produtor precisa comprovar as garantias para fazer um financiamento. A relação com os nomes dos produtores aprovados ao financiamento será atualizada e publicada a cada 15 dias pela Coordenação Estadual do Programa, na página da Secretaria da Agricultura e Abastecimento, o www.agricultura.pr.gov.br. O secretário estadual da Agricultura, Norberto Ortigara, ressalta que o objetivo do programa é atender a necessidade de expandir e verticalizar a produção agropecuária estadual, promovendo o crescimento da produtividade, aliada ao custo acessível e à qualidade, com a adoção de tecnologias modernas, seja no preparo do solo, plantio, tratos culturais, colheitas e comercialização. Os equipamentos são financiados diretamente ao produtor pelo BRDE, via Cresol, Sicredi, pelo Banco do Brasil, e cooperativas de crédito, que poderão firmar convênio junto ao Programa. A expectativa de novos financiamentos é de uma demanda superior a mil equipamentos até dezembro deste ano, entre tratores, pulverizadores e colhedoras, sendo 80% desse total em tratores. Segundo o Departamento de Economia Rural, estima-se que o agricultor paga 15% a menos do que os preços praticados no mercado. Os valores dos equipamentos constam no site da Secretaria Estadual da Agricultura. 

Nenhum comentário: