href="https://1.bp.blogspot.com/-6gy4glK0nPk/XHGyQlw1tUI/AAAAAAADRDg/g44NPL06wLs5iJ6w2ILCd_7b2dAUxF7iACLcBGAs/s1600/na-chapa-restaurante.jpg" imageanchor="1" style="margin-left: 1em; margin-right: 1em;">
PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009
Curta nossa página no Facebook e receba as atualizações de todas as notícias

terça-feira, 16 de abril de 2019

No maior reajuste dos últimos 4 anos, a conta da água vai subir 12,13% no Paraná

Prepare o bolso porque o impacto vai ser grande. A Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Infraestrutura do Paraná (Agepar) definiu na noite desta segunda-feira (15), que a conta de água e esgoto vai subir 12,13%. Para entrar em vigor ainda não há data oficial, mas o aumento depende apenas da publicação em diário oficial. A expectativa é que venha em até 30 dias. O percentual de reajuste é o maior dos últimos quatro anos no estado. Com este novo índice, desde 2015, a conta de água e esgoto acumula reajuste de 50,31%. Subiu 5,12% em 2018, 8,53% em 2017, 10,48% em 2016 e 12,5% em 2015 (feito em duas etapas de 6,5% e 6%). A decisão do reajuste agora em 2019 foi tomada na noite desta segunda (15), em reunião extraordinária do Conselho Diretor da Sanepar. O valor está bem acima do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de maio de 2018 a abril de 2019, que foi de 4,3%. Explicação Este reajuste faz parte daquele aumento de 25,63%, escalonado em oito anos, definido pela Agepar em 2017. A justificativa para o reajuste é a defasagem provocada pelo congelamento da tarifa de água, realizado entre 2005 e 2010. À época, durante a gestão de Roberto Requião (MDB), o argumento era de que o congelamento beneficiava os consumidores, especialmente os de renda mais baixa. Segundo a Sanepar, porém, continuar sem reajustar a tarifa prejudicaria o plano de universalização do saneamento, incluindo a possibilidade de que a empresa ficasse inadimplente nos contratos com as prefeituras. Da Banda B.

Nenhum comentário: