PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009

quarta-feira, 17 de abril de 2019

Jovem de Curitiba supera câncer e se torna enfermeira do hospital onde tratou doença

Nos corredores do segundo andar do Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba, as lembranças são inevitáveis para a enfermeira Mayara Majevski, de 24 anos, que trabalha há dois meses na unidade. Diagnosticada com leucemia aos 12 anos, ela fez o tratamento no hospital onde agora dedica aos pacientes os mesmos cuidados que recebeu. A vocação surgiu enquanto enfrentava a batalha pela vida. Mayara não tinha ideia do que estava por vir ao ficar internada por um mês após o surgimento de manchas roxas pelo corpo e repetidos exames. "Foram os piores dias", conta. As primeiras medicações, que desencadearam reações nada agradáveis, deram uma noção - assim como o medo dos pais. A notícia da queda dos cabelos - encaracolados e pelos ombros - foi o primeiro grande impacto. Foram cerca de dois anos de tratamento intenso - com quimioterapia - e outros tantos de acompanhamento. Aos 17 anos, já curada, ingressou no curso de enfermagem da Faculdades Pequeno Príncipe, em Curitiba. Trabalhar com crianças da oncologia era uma certeza a essa altura. Formada há dois anos, tendo passado por outros hospitais, a volta ao local de tratamento provocou reações inesperadas. O seo Januário e a dona Tereza ficaram assustados e preocupados com a decisão da filha única. "Foi difícil aceitarem que eu tinha amadurecido o suficiente para voltar para cá. Agora eles sentem orgulho", conta. Os reencontros no hospital são também inevitáveis. A chefe de Mayara foi uma das enfermeiras que cuidou dela. A oncologista Flora Watanabe, ao ver a jovem enfermeira, garante que não há presente melhor. Mayara dá expediente dois andares acima do mais frequentado na adolescência, no posto 42 - como neste 15 de fevereiro, Dia Internacional de Luta contra o Câncer na Infância. Além do conhecimento técnico, a enfermeira lança mão da receita própria que auxilia enfermos e familiares: 50% de fé e positividade, completadas com medicações e cuidados. Vejam a mate´ria completa de Ederson Hising no Portal G1, CLIQUE AQUI

Nenhum comentário: