href="https://1.bp.blogspot.com/-6gy4glK0nPk/XHGyQlw1tUI/AAAAAAADRDg/g44NPL06wLs5iJ6w2ILCd_7b2dAUxF7iACLcBGAs/s1600/na-chapa-restaurante.jpg" imageanchor="1" style="margin-left: 1em; margin-right: 1em;">
PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009
Curta nossa página no Facebook e receba as atualizações de todas as notícias

quarta-feira, 13 de março de 2019

Saúde reforça papel da população no combate a dengue

Em uma semana, os casos de dengue confirmados no Paraná passaram de 798 para 962. Os casos autóctones, onde a contaminação acontece no próprio município, aumentaram de 740 para 896 e os importados passaram de 58 para 66. Seis municípios paranaenses estão em alerta de epidemia, quatro a mais que na última semana epidemiológica e cinco municípios apresentaram, nesta semana, os primeiros casos autóctones de dengue, o que confirma a circulação local do vírus. Os municípios em alerta de epidemia são Itambé, Moreira Sales, Rancho Alegre, Santa Mariana, Nova Londrina e Capanema. O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, lembra que o Governo do Estado, junto com os municípios, está intensificando os trabalhos de combate ao mosquito transmissor da doença. A população deve limpar os quintais todas as semanas, para evitar acúmulo de lixo que possa juntar água. Vasos de plantas também podem conter ovos ou larvas de mosquitos. Os criadouros estão em qualquer acúmulo de água parada, até em tampinhas de garrafa, mas são encontrados com maior frequência em lixo, como resíduos plásticos espalhados pelas ruas. É preciso manter os quintais, as calhas, marquises e ralos limpos, sem acúmulo de lixo, pneus e garrafas. Os pratos das plantas podem ser completados com areia grossa até as bordas ou ser lavados com água, bucha e sabão todas as semanas. Locais de armazenamento de água devem ser mantidos com tampas.

Nenhum comentário: