PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009

quarta-feira, 27 de março de 2019

Governador Ratinho Junior anuncia conjunto de ações para crianças e famílias

O governador Carlos Massa Ratinho Junior assinou nesta quarta-feira uma série de convênios que vão beneficiar crianças, famílias e pessoas com deficiências física e mental. As ações são da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho. Serão repassados recursos para a construção de sedes do Conselho Tutelar em Prudentópolis, Campo Largo e Maringá e para a criação de cursos de qualificação destinados a famílias em vulnerabilidade pessoal e social. Também será destinado recurso de custeio ao Pequeno Cotolengo, entidade social de Curitiba, que acolhe pessoas com deficiência em situação de risco ou abandono. De acordo com Ratinho Junior, o Governo do Estado está pautado em um tripé formado por gestão eficiente, planejamento de infraestrutura e promoção social. Na solenidade, no Palácio Iguaçu, em Curitiba, o governador ainda assinou um termo de cooperação técnica para a realização de campanhas de divulgação de crianças desaparecidas. O objetivo, segundo o governador, é criar uma parceria entre as pastas da Segurança Pública e Administração Penitenciária e Justiça, Família e Trabalho para a reprodução de campanhas preventivas do Serviço de Investigação de Crianças Desaparecidas. O governador também anunciou que os municípios de Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba; Prudentópolis, no Centro-Sul, e Maringá, no Noroeste, são os primeiros a participar do projeto de revitalização de Conselhos Tutelares, que prevê a construção de 31 novas sedes em municípios do Paraná. Por meio dos convênios, as prefeituras vão ceder os terrenos e o Governo do Estado investirá cerca de 2 milhões e 100 mil reais na construção das novas sedes dos conselhos. O secretário da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, garantiu que o governo vai se esforçar para melhorar o atendimento nos conselhos tutelares de todo o Paraná. O governador Ratinho Junior também assinou convênio com o Pequeno Cotolengo, instituição social de Curitiba, que atua no acolhimento de pessoas com deficiências em situação de risco ou abandono. Serão repassados 3 milhões e 850 mil reais para o projeto “Acolher para Proteger”, voltado ao atendimento contínuo em regime de acolhimento de 127 pessoas com problemas físicos e mentais. Os recursos são do Tesouro Estadual. Para o padre Renaldo Amauri Lopes, diretor-presidente do Pequeno Cotolengo, essa parceria é fundamental para o funcionamento da instituição. Ainda foi assinado um convênio com Centro de Integração Empresa Escola para a criação de cursos de qualificação destinados a famílias em vulnerabilidade pessoal e social e com violação de direitos em todo o Estado. 

Nenhum comentário: