href="https://1.bp.blogspot.com/-6gy4glK0nPk/XHGyQlw1tUI/AAAAAAADRDg/g44NPL06wLs5iJ6w2ILCd_7b2dAUxF7iACLcBGAs/s1600/na-chapa-restaurante.jpg" imageanchor="1" style="margin-left: 1em; margin-right: 1em;">
PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009
Curta nossa página no Facebook e receba as atualizações de todas as notícias

sexta-feira, 15 de março de 2019

Empresa vai ampliar produção em Apucarana

A empresa Medieval Indústria e Comércio de Confecções Ltda anunciou ontem ao prefeito Junior da Femac, que irá ampliar a sua produção em Apucarana. Os empresários Eliana Bobig Rossetto e Valdinei Rossetto, que tem como principais marcas registradas as grifes MDV e Urutu, reivindicaram uma área para viabilizar maior espaço para a sua linha de produção.De imediato, Junior da Femac assumiu o compromisso de autorizar, nos próximos meses, uma nova área para instalação da Medieval. “Trata-se de uma indústria genuína de Apucarana e que vende seus produtos em todo o país e que vai ofertar mais empregos. Portanto, merece o nosso apoio para crescer”, assinalou o prefeito.A Medieval produz materiais esportivos (vestuário) para a prática de Jiu-Jitsu, Judô, Karatê e Taekwondo, da sua grife MDV. A empresa, que também está trabalhando com novas linhas esportivas para pesca e ciclismo, gera atualmente trinta empregos diretos e poderá dobrar esse número em breve.“Precisamos com urgência de uma área mais ampla para atender a nossa demanda de produção e os novos projetos que temos para o futuro”, informou o empresário Valdinei Rossetto.Conforme destaca o prefeito Junior da Femac, atualmente Apucarana é o maior pólo de produção de vestuário do Paraná. “Estamos avançando em outros nichos como os de sistemas de áudio (caixas de som) e de baterias (acumuladores automotivos), mas a indústria de confecções continua como carro chefe na geração de empregos em Apucarana, sendo responsável por cerca de 25 mil postos de trabalho”, enaltece.Junior diz que o tratamento é o mesmo para todos os empresários locais que precisam de mais espaço para expansão das suas atividades. “A geração de mais empregos sempre será prioridade na nossa gestão”, frisou.

Nenhum comentário: