href="https://1.bp.blogspot.com/-6gy4glK0nPk/XHGyQlw1tUI/AAAAAAADRDg/g44NPL06wLs5iJ6w2ILCd_7b2dAUxF7iACLcBGAs/s1600/na-chapa-restaurante.jpg" imageanchor="1" style="margin-left: 1em; margin-right: 1em;">
PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009
Curta nossa página no Facebook e receba as atualizações de todas as notícias

sexta-feira, 29 de março de 2019

Apucarana vai contratar empresa para recolhimento de cavalos errantes

A cada dia, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente recebe denúncias de equinos perambulando pelas ruas da periferia e até mesmo em trechos urbanos de rodovias. Visando uma solução para o problema, o Município abrirá um processo licitatório para a contratação de uma empresa especializada no recolhimento e guarda dos animais. Haverá um período para que os proprietários façam o resgate mediante devida comprovação de posse e, após esse período, os eqüinos serão destinados para doação ou leilão.O prefeito Junior da Femac afirma que a decisão pela contratação de uma empresa especializada está tomada e já autorizou o início dos trâmites burocráticos para a licitação. “O contrato irá prever o recolhimento, transporte, cuidados veterinários, alimentação e destinação adequada dos animais”, afirma.Junior da Femac lembra que o serviço já é oferecido em cidades como Americana, Ribeirão Preto, Sorocaba e Campinas. “Ao serem recolhidos, os eqüinos serão microchipados seguindo um conceito de guarda responsável”, frisa o prefeito, observando que os animais serão levados para uma área apropriada onde receberão todos os cuidados.Além da questão ambiental e de saúde pública, que envolve casos de maus-tratos e locais inapropriados para manutenção desses animais de grande porte, outra questão que preocupa são os riscos causados ao trânsito. “Caso os proprietários quiserem retomar a guarda dos animais, deverão apresentar Boletim de Ocorrência comprovando o sumiço. Isso não acontecendo dentro do prazo legal, os eqüinos serão encaminhados para leilão ou adoção”, esclarece o prefeito.A Prefeitura já desenvolveu ações de recolhimento, como uma força-tarefa realizada no ano passado em conjunto com as polícias Militar, Força Verde e Rodoviária Federal, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal, concessionária Viapar e uma organização não governamental. “Essas ações pontuais não se mostraram suficientes para resolver o problema. Atualmente, existem mais de 100 equinos em situação de abandono em Apucarana e diariamente chegam novas denúncias junto à Secretaria Municipal de Meio Ambiente”, reitera Junior da Femac.

Nenhum comentário: