PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Empresário paga R$ 450 mil para levar Ferroviário x Corinthians a Londrina

Além de Vagner Love, Gustagol e Edson Caríus, um outro atacante faz planos para se dar bem na noite desta quinta-feira, na partida entre Ferroviário-CE e Corinthians, às 21h (de Brasília), no estádio do Café, pela primeira fase da Copa do Brasil, ex-atacante. Trata-se de Roni. Com passagens por Fluminense, Goiás, Atlético-MG, Flamengo, Cruzeiro e Santos, o ex-jogador e agora empresário de 41 anos é o responsável pela realização de um jogo entre um clube cearense e outro paulista no estado do Paraná. Para isso, investiu alto e espera retorno. Segundo o vice-presidente do Ferroviário, Newton Filho, o clube recebeu da empresa Roni7 Eventos o valor de R$ 450 mil, livres, além de 30 pacotes de viagem (para atletas e comissão técnica). – A gente queria que o jogo fosse em Fortaleza, mas a diretoria vem pautada dentro de uma responsabilidade financeira e de resgate do Ferroviário no cenário local e nacional. Quem acompanha o clube nota que a atual situação não é a mesma de 2015, vem acontecendo uma evolução. Esse crescimento passa por decisões pautadas na razão, como esta – disse Newton. A decisão, claro, gerou revolta em torcedores do Ferroviário, que viram prejuízo esportivo. Vale lembrar que, por ser visitante e melhor rankeado, o Timão joga por um empate em Londrina. Procurado pelo GloboEsporte.com, o ex-atacante Roni afirmou que sua empresa já comprou a organização de vários jogos pelo Brasil e que não faz nada fora da lei. Em 2018, por exemplo, foi ele quem organizou o jogo entre Vasco e Corinthians em Brasília, pelo Brasileirão. O Timão venceu por 4 a 1, e o jogo teve público de 33.516 pagantes e uma renda superior a R$ 1,8 milhão. A última vez do Corinthians no estádio do Café foi em 2012, num amistoso de início de ano contra o Flamengo. O resultado foi 2 a 2 e a partida recebeu 21.307 pagantes, com uma renda de pouco mais de quase R$ 630 mil. Sete anos depois, Roni espera um estádio com quase 30 mil pessoas. – Minha empresa faz eventos desde 2014. Já fizemos jogos em Manaus, Belém, Cuiabá, Natal, Brasília, Cascavel e Londrina. Será a primeira vez que faremos o Corinthians em Londrina. Nesta cidade já fizemos duas vezes o Palmeiras (como visitante), mas há uma concentração grande de corintianos. Queremos lotar o estádio – afirmou o ex-jogador, também sócio da empresa responsável pela venda dos ingressos. O preço dos ingressos varia entre R$ 60 (mais barato) e R$ 176 (mais caro). LEIA MAIS

Nenhum comentário: