href="https://1.bp.blogspot.com/-6gy4glK0nPk/XHGyQlw1tUI/AAAAAAADRDg/g44NPL06wLs5iJ6w2ILCd_7b2dAUxF7iACLcBGAs/s1600/na-chapa-restaurante.jpg" imageanchor="1" style="margin-left: 1em; margin-right: 1em;">
PARA CONTATOS ADICIONE O EMAIL: studiowj@hotmail.com OU (43) 9 9626-2009
Curta nossa página no Facebook e receba as atualizações de todas as notícias

sábado, 2 de fevereiro de 2019

Davi Alcolumbre (DEM-AP) é novo presidente do Senado após Renan desistir

São Paulo – O Senado Federal retomou no início da tarde deste sábado (02) a sessão para escolher a Presidência para o biênio 2019/2020. Na manhã deste sábado, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, decidiu pelo voto secreto a pedido do Solidariedade e o MDB após a polêmica de ontem. Alguns senadores defenderam o não cumprimento, mas o presidente da sessão, José Maranhão, decidiu que o voto será secreto. Em seu discurso, o senador eleito para a Presidência agradeceu Álvaro Dias, Tasso Jereissati e Simone Tebet, que retiraram suas candidaturas a seu favor. Em discurso lido, prometeu que não haverá revanchismo contra adversários e disse que no que depender dele haverá fim do “segredismo” e não haverá “senadores de alto ou baixo clero”. Prometeu tratar “com urgência” as reformas e “não se curvar’ ao Judiciário ou qualquer outro poder. Onyx Lorenzoni, ministro da Casa Civil, comemora vitória - Ele foi o articulador e principal cabo eleitoral do senador vencedor do DEM. O partido sai fortalecido estando agora à frente da Câmara, com Rodrigo Maia, Senado e Casa Civil. Davi Alcolumbre (DEM-AP) será o novo Presidente do Senado. Ele foi eleito no primeiro turno com 42 de 77 votos, um a mais do que o necessário. Renan Calheiros teve 5 votos, Coronel Ângelo teve 8 votos, Reguffe teve 8 votos, Fernando Collor teve 3 votos Espiridião Amim teve 13 votos. Informações do G1.

Nenhum comentário: